Cripto

Doge dispara após Musk comprar o Twitter

Segundo especialistas, mercado está antecipando que o bilionário possa incorporar o Dogecoin como um sistema de pagamento na rede social

A moeda do meme chegou aos 17 centavos nesta segunda-feira (25)
Por David Pan
25 de Abril, 2022 | 06:29 PM

Bloomberg — Dogecoin, a criptomoeda com um meme Shiba Inu que há muito é a favorita de Elon Musk, subiu quase 30% depois que o empresário bilionário concordou em comprar o Twitter Inc (TWTR).

PUBLICIDAD

A moeda do meme chegou a 17 centavos. Foi um destaque em um dia em que outras criptomoedas, de Bitcoin (BTUSD) e Ether (ETUSD) a Solana e Polkadot, permaneceram relativamente estáveis.

Musk disse no Twitter em janeiro que Dogecoin poderia ser usado para comprar mercadorias da Tesla (TSLA). Musk, um incentivador frequente do Dogecoin nas mídias sociais, sugeriu a mudança há algum tempo.

PUBLICIDAD

“Elon apoiou abertamente o Dogecoin e já havia falado favoravelmente sobre esse token”, disse Teong Hng, executivo-chefe da empresa de investimentos em criptomoedas Satori Research, com sede em Hong Kong. “O mercado está antecipando que ele possa incorporar o Dogecoin como um sistema de pagamento, daí este rali”.

Dogecoin salta após compra do Twitterdfd

Musk foi um dos primeiros defensores corporativos da adoção de moedas digitais e ajudou a impulsionar a popularidade do Dogecoin, uma criptomoeda que começou como uma piada em 2013.

PUBLICIDAD

“Isso é muita especulação, que eu saiba, Elon não falou sobre os planos de integração da Dogecoin”, disse Noelle Acheson, chefe de insights de mercado da Genesis Global Trading. “Mas a possibilidade, mesmo que remota, é suficiente para deixar os traders empolgados com o potencial ganho na adoção do Doge.”

Musk agitou os mercados de criptomoedas no passado. Em fevereiro de 2021, a Tesla disse que havia comprado US$ 1,5 bilhão em Bitcoin e planejava aceitá-lo como pagamento, provocando uma alta em suas próprias ações e na moeda. Mas Musk fez uma reviravolta no mês de maio do mesmo ano, fazendo com que o valor do Bitcoin e de outras criptomoedas caíssem.

O Bitcoin caiu no início desta segunda-feira em até 3,3%, para US$ 38.223, o menor nível desde 15 de março, e em um ponto caiu mais de 20% em relação à alta do mês passado. Pouco mudou depois de aparar a perda anterior.

PUBLICIDAD

Veja mais em bloomberg.com

Leia também:

Conheça as brasileiras entre as 50 Mulheres de Impacto da América Latina em 2022

Últimas BrasilElon MuskTwitterCriptomoedaBitcoindogecoin
PUBLICIDAD