Mercados

Apple supera estimativas no 1º tri com forte demanda por iPhones e serviços

Resultados ajudaram a dissipar as preocupações sobre uma desaceleração na demanda por smartphones, especialmente na China

iPhone
Por Mark Gurman
28 de Abril, 2022 | 06:17 PM

Bloomberg — As vendas e o lucro da Apple (AAPL) no segundo trimestre superaram as estimativas dos analistas, impulsionados pela forte demanda pelo iPhone e por serviços digitais. A empresa também anunciou US$ 90 bilhões em novas recompras de ações.

PUBLICIDAD

No período, as vendas subiram 8,6%, para US$ 97,3 bilhões, um recorde para um trimestre sem feriados, disse a Apple nesta quinta-feira (28). Analistas haviam projetado US$ 94 bilhões em média. O lucro chegou a US$ 1,52 por ação, em comparação com uma previsão de US$ 1,42, o que ajudou a elevar o preço das ações no pós-mercado.

Os resultados ajudaram a dissipar as preocupações sobre uma desaceleração na demanda por smartphones, especialmente na China. A Apple – a empresa de tecnologia mais valiosa do mundo – também mostrou que pode lidar com os problemas da cadeia de suprimentos trazidos pela pandemia, embora a última onda de bloqueios na China possa afetar o trimestre atual.

PUBLICIDAD

A Apple havia dito anteriormente que o trimestre de março seria um recorde, embora sua taxa de crescimento desacelerasse tanto para os negócios em geral quanto para o segmento de serviços. O trimestre de dezembro da empresa também foi um período de vendas explosivo, superando as estimativas de Wall Street com uma receita recorde de quase US$ 124 bilhões.

As vendas da Apple continuam a crescer, embora não tão rápido quanto no ano passadodfd

Seguindo seu padrão usual, a Apple usou seu relatório do segundo trimestre para aumentar seus dividendos e impulsionar as recompras de ações. O dividendo crescerá 5% para 23 centavos por ação.

PUBLICIDAD

As ações tiveram ganhos de até 3,9% no pós-mercado. Antes dos resultados da Apple serem divulgados na tarde desta quinta-feira, as ações recuavam cerca de 7,8% no acumulado do ano, prejudicadas por uma desaceleração tecnológica mais ampla. A Apple teve ganhos de 34% na bolsa em 2021, seu terceiro ano consecutivo de aumentos.

A Apple não forneceu orientações específicas para o terceiro trimestre, mas a empresa com sede em Cupertino, Califórnia, está enfrentando ventos contrários – como as restrições da covid na China – que estão atrasando as remessas de dispositivos importantes. Também está enfrentando o aumento da inflação e a retirada da Rússia após a invasão na Ucrânia. Os analistas estão projetando uma receita de cerca de US$ 86 bilhões no terceiro trimestre.

No segundo trimestre fiscal, encerrado em março, a Apple gerou US$ 50,6 bilhões com o iPhone, sua maior fonte de receita. Isso comparado com uma estimativa média de US$ 49,2 bilhões.

PUBLICIDAD

A empresa lançou o iPhone SE de baixo custo em março, contribuindo para as vendas no último trimestre. Mas o carro-chefe iPhone 13 pode ter sido menos atrativo do que o iPhone 12 do ano anterior, que foi uma atualização mais dramática. O iPhone 13 manteve o design do modelo anterior, com algumas pequenas atualizações focadas em melhorias na câmera.

O Mac continuou seu ressurgimento, gerando receita de US$ 10,4 bilhões no trimestre. A Apple lançou o desktop Mac Studio de alta potência no trimestre, mas muitos pedidos dessa máquina foram adiados devido à escassez da cadeia de suprimentos, tempo de personalização e alta demanda. As fortes vendas de Mac provavelmente se devem principalmente aos novos MacBook Pros, embora esses modelos agora também estejam enfrentando restrições de fornecimento.

PUBLICIDAD

O iPad arrecadou US$ 7,65 bilhões, queda de 2,1% em relação ao mesmo trimestre do ano passado. Apesar dos novos modelos – incluindo um iPad low-end atualizado, um novo iPad mini e um iPad Air atualizado – o produto continua sendo um dos principais segmentos menos lucrativos da Apple. Alguns usuários criticaram o dispositivo nos últimos meses, dizendo que seus recursos de software não acompanharam os recursos de hardware.

A categoria Wearables, Home and Accessories da Apple, que inclui o Apple Watch, Apple TV, HomePod mini e AirPods, também perdeu estimativas. O negócio gerou US$ 8,8 bilhões no último trimestre, em comparação com uma estimativa de US$ 9 bilhões.

PUBLICIDAD

Veja mais em bloomberg.com

Leia também:

PUBLICIDAD

Quem são os homens mais ricos da Ásia que devem competir com Netflix e Amazon

Amazon reporta prejuízo e ações caem 10% no pós-mercado

Últimas BrasilAppleBalançosEstados UnidosWall StreetAções
PUBLICIDAD