Saúde

Covid: Casos diários superam 20 mil na China

Xangai, epicentro do atual surto, está convertendo o Centro Nacional de Exposições e Convenções em local de isolamento

Restrições continuam, e aumento de casos também
Por Bloomberg News
06 de Abril, 2022 | 08:43 PM

Bloomberg — A China registrou 20.472 novos casos de covid-19 na última terça (5) impulsionados pelo aumento de infecções em Xangai, onde autoridades locais estão construindo a maior instalação de isolamento improvisada do mundo para tentar conter o surto.

PUBLICIDAD

O Centro Nacional de Exposições e Convenções, um espaço de 1,2 milhão de metros quadrados conhecido por sediar feiras internacionais de automóveis e outros grandes eventos, será adaptado para abrigar mais de 40 mil pessoas, segundo relatos da mídia local.

O esforço mostra a que ponto chegou o combate ao vírus no centro financeiro, além de um lockdown que mantém seus 25 milhões de moradores confinados em casa.

PUBLICIDAD

O atual surto na China já ultrapassou o número de infecções registrado nos primeiros dias da pandemia, antes que testes estivessem disponíveis, e abrange uma faixa muito mais ampla do país.

Enquanto o presidente Xi Jinping se compromete a controlar o surto, seu pedido para limitar as consequências econômicas está ficando mais difícil de atender à medida que a variante ômicron continua a se alastrar, apesar dos intensos esforços de contenção.

PUBLICIDAD

O número de casos continua subindo em Xangai e Jilin, uma província do nordeste que está fechada desde meados de março, mostrando a dificuldade em deter a propagação da ômicron após a variante ter penetrado profundamente na população.

Houve 311 infecções locais e 16.766 casos assintomáticos relatados em Xangai na terça-feira, e outras 973 infecções e 1.798 casos assintomáticos em Jilin, segundo a Comissão Nacional de Saúde.

Ambas as áreas estão sofrendo com as ramificações econômicas e pessoais dos lockdowns, como escassez de alimentos, falta de assistência médica e fábricas fechadas, que afligem os moradores.

PUBLICIDAD

Circulam rumores nas mídias sociais de que algumas pessoas não elegíveis em Xangai conseguiram obter permissões de trânsito para burlar as restrições do lockdown e dirigir até lojas para comprar comida. Uma loja da Metro em Xangai interrompeu as operações em meio a um salto no número de visitantes com permissão de tráfego na quarta-feira (6), de acordo com aviso na conta Weibo da rede.

O número de casos está aumentando ainda mais rápido nos arredores de Xangai, embora os níveis permaneçam baixos. A média de 7 dias aumentou de 19 para 63 na província de Anhui, e subiu de 21 para 59 na semana anterior em Jiangsu.

PUBLICIDAD
  Percentual do aumento do número de casos a cada semana em diversas cidades da Chinadfd

Xangai continua sendo o epicentro do atual surto, apesar de estender indefinidamente o lockdown para seus 25 milhões de habitantes.

Veja mais em Bloomberg.com

Leia também

Últimas BrasilChinaCovidXangai
PUBLICIDAD