Brasil

Desemprego cai inesperadamente no Brasil com impulso da economia

Taxa de desemprego caiu para 11,1% nos três meses encerrados em março, ante 11,2% anteriormente

O número ficou abaixo de todas as estimativas dos analistas consultados pela Bloomberg, cuja mediana da projeção foi de 11,4%
Por André Rosatti
29 de Abril, 2022 | 10:29 AM

Bloomberg — A taxa de desemprego no Brasil caiu inesperadamente apesar de uma perspectiva macroeconômica desafiadora que inclui crescimento lento e altos custos de empréstimos.

PUBLICIDAD

A taxa de desemprego caiu para 11,1% nos três meses encerrados em março, ante 11,2% anteriormente, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta sexta-feira (29). O número ficou abaixo de todas as estimativas dos analistas consultados pela Bloomberg, cuja mediana da projeção foi de 11,4%.

O mercado de trabalho do Brasil vem se recuperando lentamente do surto de coronavírus, que obrigou as empresas a fechar e obrigou grande parte da força de trabalho a ficar em casa. Independentemente disso, tanto os salários quanto os empregadores estão sendo duramente atingidos pela inflação acima de 11% e pelo aumento dos custos de empréstimos. O emprego é uma das principais preocupações dos eleitores antes das eleições gerais de outubro.

PUBLICIDAD

--Com a colaboração de Rafael Gayol

Leia também

Apple supera estimativas no 1º tri com forte demanda por iPhones e serviços

Últimas BrasilDesemprego
PUBLICIDAD