Cripto

Getty Images firma parceria com Candy Digital para venda de NFTs

Parceria desenvolverá uma gama de produtos NFT da considerável biblioteca e arquivo da Getty, composta por quase 500 milhões de imagens

A Getty ainda não definiu as projeções de vendas para sua nova linha de negócios
Por Kim Bhasin
17 de Maio, 2022 | 05:26 PM

Bloomberg — A Getty Images assinou um contrato de vários anos com a Candy Digital, a empresa de colecionáveis digitais de propriedade da Fanatics (FANA), enquanto a fornecedora de notícias e fotos invade o negócio de tokens não fungíveis antes de seus planos de abrir o capital.

PUBLICIDAD

Como parte do acordo, a dupla desenvolverá uma gama de produtos NFT da considerável biblioteca e arquivo da Getty, composta por quase 500 milhões de imagens. Eles estão se preparando para lançar formatos digitais de obras analógicas raras, bem como imagens modernas em eventos culturais, artísticos e mundiais. Os termos financeiros não foram divulgados.

“É muito análogo ao nosso negócio de impressão física, pois vendemos impressões em entretenimento, esportes e celebridades”, disse Craig Peters, CEO da Getty, em entrevista. “Estamos trazendo uma capacidade semelhante para o espaço NFT.”

PUBLICIDAD

Os colecionáveis digitais se tornaram um ativo alternativo popular no ano passado, à medida que os investidores procuravam novos lugares para colocar seu dinheiro.

Desde então, o mercado esfriou após um início de ano difícil, com a atividade de transações em queda, mas as carteiras de criptomoedas ainda enviaram mais de US$ 37 bilhões para os mercados NFT nos primeiros quatro meses de 2022, de acordo com dados da empresa de pesquisa de criptomoedas Chainalysis.

PUBLICIDAD

Peters disse que não está preocupado com os altos e baixos do mercado, já que a Getty está nele a longo prazo. Segundo ele, uma marca famosa como a Getty pode ajudar a construir confiança ao longo do tempo em um setor que está sobrecarregado com problemas de confiança entre consumidores e vendedores devido a falsificações e fraudes.

Ainda assim, marcas de franquias esportivas a casas de moda se envolveram no mercado, criando um cenário competitivo movimentado. O serviço de fotos rival, a Associated Press, começou a vender seus próprios NFTs em um novo mercado em janeiro.

Coleções digitais

A Getty ainda não definiu as projeções de vendas para sua nova linha de negócios. A empresa de banco de imagens se prepara para abrir o capital no primeiro semestre, por meio de uma fusão com uma empresa de aquisição de propósito específico apoiada pelas empresas de investimento CC Capital e Neuberger Berman. O acordo, atualmente pendente de aprovação da Comissão de Valores Mobiliários dos EUA, avalia a empresa em US$ 4,8 bilhões.

PUBLICIDAD

Enquanto isso, a Candy Digital está fazendo seu primeiro movimento fora do esporte, já que a Fanatics busca ampliar seu escopo, acrescentando aos acordos em andamento com a Major League Baseball, World Wrestling Entertainment Inc. e a Race Team Alliance. Executivos disseram que estão buscando mais acordos com ligas, equipes e atletas individuais.

Para o proprietário da Fanatics, Candy é uma peça-chave das aspirações do CEO Michael Rubin à medida que ele se expande para além das raízes da empresa em produtos esportivos para setores como cartões comerciais e apostas esportivas. Em outubro, uma rodada de financiamento liderada pela empresa de private equity Insight Partners e SoftBank Vision Fund 2 avaliou a Candy em US$ 1,5 bilhão.

PUBLICIDAD

“Trata-se de criar o que espero que se pareça muito com nossas outras parcerias que duram décadas, como a NBA ou a BBC”, disse Peters.

Veja mais em bloomberg.com

PUBLICIDAD

Leia também:

Warren Buffett faz aposta massiva de US$ 2,9 bilhões no Citi

SpaceX, empresa espacial de Elon Musk, é avaliada em US$ 125 bilhões

Últimas BrasilNFTCriptomoedaCriptoativo
PUBLICIDAD