PUBLICIDAD
PUBLICIDAD
Startups

O que a Upload Ventures significa para as mudanças no SoftBank

Upload Ventures, spin-off do fundo do SoftBank early-stage, vem na esteira de mudanças globais do conglomerado japonês

LatAm Fund está se alinhando cada vez mais ao Vision Fund
12 de Abril, 2022 | 07:31 pm

São Paulo — O SoftBank anunciou um spin-off para investimentos early-stage na segunda-feira (11), já que seu fundo de growth Latin America Fund, criado em 2019, está se aproximando cada vez mais do Vision Fund, focado em investimentos em empresas de tecnologia de alto crescimento. É o que explica Eduardo Vieira, sócio líder de comunicação e marketing para a América Latina do SoftBank.

PUBLICIDAD

A nova entidade para investir em startups, chamada de Upload Ventures, já nasce com 12 investimentos vindos do fundo early-stage do SoftBank, que manterá Rodrigo Baer e Marco Camhaji na liderança.

Vieira disse, durante evento realizado pela VTEX nesta terça-feira (12), que a nova entidade tem a ver com “as mudanças globais que o SoftBank está passando”. No início do ano, Marcelo Claure, que montou a operação do SoftBank Latin America Fund, deixou o conglomerado japonês. O Latin America Fund não vai ser dissolvido, segundo Vieira, mas passará a ser administrado dentro da estrutura do Vision Fund, liderado pelo indiano Rajeev Misra.

PUBLICIDAD

“A América Latina é um bicho diferente, uma região diferente. O SoftBank tomou a decisão de investir em early-stage aqui em meados do ano passado. Em nenhum outro lugar do mundo o SoftBank investe em early-stage”, disse.

Ex-Redpoint eventures, Baer e Camhaji se juntaram ao SoftBank no final de agosto de 2021. “O DNA de early-stage é diferente de growth. Estamos passando por mudanças globais e o LatAm Fund está se alinhando cada vez mais ao Vision Fund”, afirmou Vieira. Hoje, o Vision Fund do SoftBank tem mais de US$ 140 bilhões investidos em empresas de growth.

PUBLICIDAD

Ele explica que, com a cisão, o SoftBank consegue preservar o modelo early-stage para que as empresas não concorram com o fundo de growth. “A coisa mais sábia a se fazer foi o spin-off”, disse. A nova venture será desenvolvida por Baer, Camhaji e um novo sócio, Norberto Giangrande, mas o SoftBank é o âncora desse novo empreendimento.

Para o Upload Ventures, os fundadores podem esperar bastante dinheiro. Segundo Vieira, o SoftBank tem a expectativa de manter o passo de investimentos de US$ 100 mil por ano em early-stage.

Softbank Latin America VenturesSoftbankStartups BrasilTech
Isabela  Fleischmann

Isabela Fleischmann BR

Jornalista brasileira especializada na cobertura de tecnologia, inovação e startups