Viagens

Vai viajar para Miami? Cidade teve o maior aumento de tarifas de hotéis

De Cancún à Itália, passando pela Flórida, entenda por que ficou mais caro se hospedar em sete dos principais destinos do mundo

Destino europeu está entre um dos mais procurados para as férias de verão do hemisfério norte; consulte preços de diárias para a terceira semana de julho
Por Nikki Ekstein
08 de Junho, 2022 | 05:11 PM

Bloomberg — Já deu para perceber que os preços dos hotéis dispararam. Mas será que a situação está mesmo tão ruim? A realidade é que a resposta depende totalmente do local onde você está procurando.

PUBLICIDAD

De acordo com o fornecedor de dados do mercado hoteleiro STR, os preços dos hotéis aumentaram cerca de 33% nos Estados Unidos no último ano, com base nas médias nacionais de abril e maio, últimos meses em que os números estavam disponíveis. No entanto, os destinos no país e fora dele trazem preços muito diferentes.

Para obter clareza sobre como os mercados de lazer populares estão se distanciando, encarregamos os cientistas de dados do Google (GOOGL) para analisar sete mercados de lazer que concentram as principais viagens de luxo de verão do hemisfério norte. Os analistas compilaram dados dos custos médios de hotéis quatro e cinco estrelas nos primeiros cinco meses de 2022, em comparação com o mesmo período em 2019. Embora esses preços não reflitam o pico da demanda do verão, esses números são a forma mais precisa de entender as mudanças de preços em geral.

PUBLICIDAD

Comparamos esses dados com os valores anunciados para meados de julho em nossos hotéis favoritos em cada destino – pressupondo a disponibilidade de dados – para trazer o panorama mais completo possível. Como as tarifas aéreas, as diárias dos hotéis podem flutuar a qualquer momento, às vezes até radicalmente: um hotel pode cobrar quatro vezes sua tarifa antiga, mas isso não significa que as pessoas acabarão pagando esse valor.

Confira os sete destinos, listados em ordem de menor para maior disparidade nos preços entre os períodos.

PUBLICIDAD

Cancún (México)

Preço médio em 2019: US$ 219,72

Preço médio em 2022: US$ 219,87

Variação no preço: 0,07%

PUBLICIDAD

Apesar do aumento da demanda durante todo o ano para a maior cidade resort do México, os preços se mantiveram quase exatamente os mesmos desde 2019. Isso ocorre provavelmente devido à grande quantidade de estoque. No entanto, vale apenas para o topo da pirâmide de resorts, e é surpreendente o preço da diária de quartos disponíveis nos meses de baixa estação. Para a terceira semana de julho, as diárias no Etereo, um novo resort em Auberge, oscilavam em torno de US$ 550; o Chablé Maroma cobrava US$ 592; e o Rosewood Mayakoba era a exceção, cobrando US$1.038 – todos esses valores são para quartos king standard.

Ilhas Gregas

Preço médio em 2019: US$ 270,57

PUBLICIDAD

Preço médio em 2022: US$ 318,94

Variação no preço: 17,88%

PUBLICIDAD

Curiosamente, as cidades resort da Europa não aumentaram os preços da mesma forma que os Estados Unidos, e os dados do Google parecem corroborar isso. Claro que escolher um favorito dentre as ilhas não é fácil. Os hotéis paradisíacos são abundantes na região. Mas para citar alguns exemplos, o Grace Santorini, no qual quase todos os quartos têm uma piscina particular de frente para a Bacia Caldera, tem quartos por US$ 1.286; o Blue Palace Elounda, um belíssimo hotel de luxo em Creta, tinha apenas a suítes por US$ 1.077; e o Katikies Mykonos tinha apenas um quarto duplo por US$ 1.175, segundo o Expedia.

Costa Amalfitana (Itália)

Preço médio em 2019: US$ 514,17

PUBLICIDAD

Preço médio em 2022: US$ 618,38

Variação no preço: 20,27%

PUBLICIDAD

A demanda dos americanos pela Itália disparou e, aparentemente, a Costa Amalfitana foi o local mais visado. Embora a alta de preços tenha sido moderada, a disponibilidade é bem limitada. Se encontrar um quarto, se prepare para gastar bastante. Para a terceira semana de julho, o Il San Pietro, em Positano, já foi quase todo reservado; alguns dias da semana, quartos de “prestígio” com uma cama de casal eram os únicos disponíveis, por cerca de US$ 5.040. O Monastero Santa Rosa cobrava US$ 4.064 por sua última suíte no terraço. Os hotéis Le Sirenuse e Borgo Santandrea tinham mais quartos disponíveis.

Bodrum (Turquia)

Preço médio em 2019: US$ 164,92

PUBLICIDAD

Preço médio em 2022: US$ 218,15

Variação no preço: 32,28%

PUBLICIDAD

A Turquia reabriu o turismo antes da maioria dos outros países europeus, tornando a Bodrum uma opção ainda mais popular no verão. E os preços refletem o aumento da demanda. Não havia nenhum quarto disponível no Bodrum Edition, um dos pontos mais paisagísticos da Riviera. O Google pesquisou diárias no Mandarin Oriental a partir de US$ 1.653, mas encontrou apenas dois sites menos conhecidos de reservas. O Caressa, resort de luxo, era a única opção, seus quartos deluxe king saíam por até US$ 1.026 a diária.

Nantucket (EUA)

Preço médio em 2019: US$ 673,08

Preço médio em 2022: US$ 980,37

Variação no preço: 45,66%

Esta é uma ilha pequena do estado de Massachussetts que nunca será capaz de acompanhar sua própria popularidade – fazendo de Nantucket um dos lugares em que as diárias inflacionadas continuem prevalecendo. Para a terceira semana de julho, o White Elephant tinha suítes para famílias de quatro pessoas por US$ 1.793. O Wauwinet não estava muito diferente, com diária de US$ 1.735. O Hotel & Resort Nantucket, menos sofisticado e com quatro estrelas, só tinha uma última suíte de dois quartos por US$ 3.534. Eu ficaria em um quarto menor no Life House, hotel mais novo – esta também é uma opção de quatro estrelas, mas esses quartos custam US$ 1.007 a diária.

Hamptons (EUA)

Preço médio em 2019: US$ 821,24

Preço médio em 2022: US$ 1.240,17

Variação no preço: 51,01%

Os hotéis nos Hamptons sempre foram caros; alugar uma casa (mesmo que extravagante) muitas vezes oferece melhores preços por pessoa. Mas precisamos dar o braço a torcer para as conveniências do Topping Rose House, com seu serviço de carros BMW e seu excelente spa – não há quartos para a terceira semana de julho. Um quarto no Gurney’s Montauk, famoso pela paisagem, custa até US$ 1.753 para um quarto deluxe king de frente para o mar. Desafiando o argumento sobre os preços, há o Marram Montauk: seus quartos estão sendo reservados pelos preços da baixa temporada de 2019: US$ 833.

Miami (EUA)

Preço médio em 2019: US$ 237,41

Preço médio em 2022: US$ 369,51

Variação no preço: 55,64%

Não é nenhuma surpresa que Miami tem as diárias que mais aumentaram. Fácil acesso, ótimos restaurantes e uma aparente normalidade típica do período pré-pandemia alimentaram o maior boom turístico de todos os tempos para a Cidade Mágica. Também vale a pena notar que os preços dos hotéis raramente atingem as altas estratosféricas de muitos dos outros destinos desta lista – e a alta temporada é em dezembro, quando ocorre a Art Basel e as férias de inverno no país, e não nos meses de verão abafados. Isso significa que, por mais que os preços tenham aumentado, em meados de julho os gastos ainda são razoáveis: uma diária no Faena custa US$ 534, o Betsy cobra US$ 417, e o Setai cobra US$ 717 por suítes no formato de estúdio.

--Este texto foi traduzido por Bianca Carlos, localization specialist da Bloomberg Línea.

Veja mais em Bloomberg.com

Leia também

Burger King mira loja 100% digital e Geração Z, diz próximo CEO

Fim do mistério: marca Daslu foi comprada pela incorporadora Mitre

Últimas BrasilViagensEuropaEUA
PUBLICIDAD