Mercados

Quedas firmes em Nova York pressionam Ibovespa e dólar ronda os R$ 5,00

Mercados acionários americanos têm sessão de fortes recuos nos principais índices e contaminam humor doméstico

Ação da Eletrobras está entre as quedas de maior peso no Ibovespa
10 de Junho, 2022 | 02:51 pm

Bloomberg Línea — O Ibovespa (IBOV) mantém queda de mais de 1% nesta sexta (10), com o mau humor dos mercados americanos ainda pesando sobre o sentimento da Bolsa doméstica.

PUBLICIDAD

A inflação ao consumidor dos Estados Unidos acima do esperado, divulgada nesta manhã, acende novas preocupações sobre um aumento mais agressivo dos juros na maior economia do mundo, levando a uma queda generalizada das bolsas. A tese de que a inflação já tinha atingido seu pico perde força, dado que os preços voltaram a se acelerar, reforçando os temores de uma recessão da economia global.

Confira o desempenho dos mercados nesta sexta-feira (10):

PUBLICIDAD
  • O Ibovespa caía 1,32%, aos 105.678 pontos por volta das 14h30 (horário de Brasília);
  • O dólar avançava 1,6%, negociado a R$ 5,00;
  • Nos EUA, o Dow Jones caía 2,18%, o S&P 500, 2,47% e o Nasdaq, 3,19%

Contexto doméstico

Ainda no ambiente doméstico, o volume de vendas do comércio varejista subiu 0,9% em abril na comparação com março, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Este é o quarto mês consecutivo de alta. No ano até abril, o indicador sobe 2,3% e, em 12 meses, 0,8%, segundo dados da Pesquisa Mensal de Comércio (PMC).

No cenário corporativo, a oferta subsequente de ações que levou à histórica privatização da Eletrobras (ELET3; ELET6) levantou cerca de R$ 33,7 bilhões na quinta-feira (9), segundo pessoas com conhecimento do assunto.

PUBLICIDAD

A Eletrobras, por meio da emissão de novos papeis, e o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), principal acionista que se desfez de participação na oferta, venderam 697.476.856 de ações a R$ 42,00 cada uma, com um desconto de de 2,4% em relação ao preço de fechamento desta quinta (R$ 43,04 a ação ordinária), disseram as pessoas.

Leia também:

Estes são os mais novos restaurantes com estrelas Michelin em Miami

Últimas BrasilBloomberg LíneaIbovespaJurosEletrobrasDólar
Kariny Leal

Kariny Leal

Jornalista carioca, formada pela UFRJ, especializada em cobertura econômica e em tempo real, com passagens pela Bloomberg News e Forbes Brasil. Kariny cobre o mercado financeiro e a economia brasileira para a Bloomberg Línea.

Mariana d'Ávila

Mariana d'Ávila

Redatora na Bloomberg Línea. Jornalista brasileira formada pela Faculdade Cásper Líbero, especializada em investimentos e finanças pessoais e com passagem pela redação do InfoMoney.

PUBLICIDAD