Tech

SoftBank faz cisão de fundo para ampliar investimento em startup em estágio inicial

Rodrigo Baer e Marco Camhaji vão liderar o novo veículo para startups em estágio inicial junto com Norberto Giangrande

O fundo early-stage do SoftBank Latin America Fund virará uma nova entidade: Upload Ventures
11 de Abril, 2022 | 10:55 PM

Bloomberg Línea — O SoftBank Latin America Fund está criando um novo veículo para seus investimentos em startups de estágio inicial. Chamada de Upload Ventures, a nova entidade surge como um spin-off de 12 investimentos early stage do fundo e que terá o SoftBank como o maior cotista, mas que poderá receber também outros LPs (limited partners).

PUBLICIDAD

Rodrigo Baer e Marco Camhaji, que estavam à frente do fundo early-stage do SoftBank Latin America, agora vão liderar a Upload Ventures junto com o investidor anjo Norberto Giangrande, que chega para a sociedade.

Com o spin-off, as startups investidas do fundo early-stage do SoftBank não concorrerão com as empresas em estágio mais maduro do fundo de growth do Latin America Fund.

PUBLICIDAD

Em entrevista com o Brazil Journal, Camhaji disse que a gestora ainda possui tíquetes para alguns investimentos, mas que a ideia é que a Upload faça a primeira captação no mercado de capitais.

Giangrande já investiu em bancos digitais como o Nubank (NU), Neon e Cora, e startups como Buser e Gupy. Segundo o SoftBank, a previsão é que o spin-off esteja totalmente concluído até o final de abril.

PUBLICIDAD

A Upload Ventures investirá em companhias em early-stage na América Latina, mantendo a meta original de investimentos de aproximadamente US$ 100 milhões por ano. Baer, Camhaji e Giangrande contarão com o suporte de seu time atual de 12 pessoas, que migram integralmente para a Upload Ventures, em escritórios no Brasil e no México.

“A visão do SoftBank de identificar e investir em companhias em early-stage na América Latina se provou um enorme sucesso”, afirmam Paulo Passoni e Shu Nyatta, managing partners do SoftBank Latin America Fund, em comunicado à imprensa.

Segundo o SoftBank Latin America Fund, em seis meses de operação, o fundo early-stage recebeu mais de 1.100 pitches de startups da região.

PUBLICIDAD

O fundo não vai vender as participações nas startups. O portfólio das empresas investidas na fase de early-stage pelo SoftBank será transferido integralmente para a Upload Ventures. Abstra, Arch, Birdie, BotCity, Digibee, D-Uma, Indaband, Medway, Neivor, Nilo, Salu e Worc são as startups investidas.

A situação é diferente da Redpoint eventures, que, segundo o jornal Estado de S.Paulo, deve vender as participações que detém em 48 startups e fechar as portas, enquanto os investidores líderes do fundo Anderson Thees e Manoel Lemos assumirão um novo fundo de venture capital do Itaú. Outro sócio da Redpoint, Romero Rodrigues já tinha deixado o fundo para liderar uma nova gestora, a Headline.

(atualizado às 22h50 com mais informações)

Últimas BrasilBloomberg LíneaSoftbankStartups Brasil
Isabela  Fleischmann

Isabela Fleischmann

Jornalista brasileira especializada na cobertura de tecnologia, inovação e startups

PUBLICIDAD