PUBLICIDAD
PUBLICIDAD
Negócios

Tesla fecha acordo com a Vale para fornecimento de níquel para baterias

Mineradora confirmou acordo e e disse que indústria de carros elétricos deve representar de 30% a 40% das vendas da Classe 1 do minério

Elon Musk nuevo propietario de Twitter
08 de Maio, 2022 | 08:59 pm

Bloomberg Línea — A Vale (VALE3) confirmou neste domingo ter assinado um contrato com a Tesla (TSLA) para o fornecimento de longo-prazo de níquel Classe 1. A empresa brasileira vai fornecer o minério para operação americana da montadora a partir de suas minas instaladas no Canadá.

PUBLICIDAD

Na prática, o acordo segue a estratégia da Vale de ampliar a exposição da mineradora à indústria de veículos elétricos. Maior produtora de níquel acabado da América do Norte, a meta da Vale é atingir de 30% a 40% das vendas de níquel Classe 1 para a indústria de veículos elétricos.

“Temos o prazer de ter a Tesla, líder em produção de veículos elétricos, entre nossos clientes. Esse acordo reflete um compromisso compartilhado com sustentabilidade e mostra muito claramente que somos o fornecedor preferencial para produtos de níquel de baixa emissão de carbono e alta pureza, essenciais para baterias de longo alcance”, disse Deshnee Naidoo, Vice-Presidente Executiva de Metais Básicos da Vale em comunicado.

PUBLICIDAD

No documento, a mineradora informa que as operações no Canadá produzem alguns dos produtos de níquel de menor emissão de carbono do mundo. Em 2020, os rounds da refinaria de Long Harbour em Newfoundland & Labrador tiveram uma pegada de carbono verificada de 4,4 toneladas de CO2 equivalente por tonelada de níquel, enquanto as pelotas e pó da refinaria de níquel de Copper Cliff em Ontário tiveram uma pegada verificada de 7,3 toneladas equivalentes. Isso inclui emissões de Escopo 1 e 2 de mineração, moagem e refino, bem como emissões de Escopo 3 de insumos.

Leia também

Últimas BrasilBloomberg LíneaTeslaValeElon MuskNíquel
Alexandre Inacio

Alexandre Inacio

Jornalista brasileiro, com mais de 20 anos de carreira, editor da Bloomberg Línea. Com passagens pela Gazeta Mercantil, Broadcast (Agência Estado) e Valor Econômico, também atuou como chefe de comunicação de multinacionais, órgãos públicos e como consultor de inteligência de mercado de commodities.