Internacional

Xangai divulga plano de retomada de negócios para repor cadeia de suprimentos

Empresas devem formular planos para gerenciamento de ciclo fechado, onde os trabalhadores vivem no local e são testados regularmente

Cidade registrou 24.820 casos locais de covid-19 no sábado, 21.582 deles assintomáticos
Por Bloomberg News
17 de Abril, 2022 | 11:43 AM

Bloomberg — A administração de Xangai publicou planos para retomar o trabalho na cidade depois que semanas de lockdown da covid-19 prejudicaram as cadeias de suprimentos e deram um golpe na economia chinesa.

PUBLICIDAD

As empresas devem formular planos para gerenciamento de ciclo fechado, onde os trabalhadores vivem no local e são testados regularmente. Eles também devem solicitar aprovação para reiniciar a produção com as autoridades de controle da covid, disse a Comissão Econômica e de Tecnologia da Informação de Xangai em comunicado em sua conta do WeChat. A agência não forneceu um cronograma.

O lockdown no centro financeiro da China, agora em sua terceira semana, pressionou tudo, desde gastos do consumidor até logística e produção. A chave para lidar com os problemas econômicos é ajustar a política Covid Zero da China, disseram analistas, enquanto o banco central chinês adota uma abordagem cautelosa com flexibilização monetária. Autoridades de alto escalão alertaram repetidamente sobre os riscos ao crescimento e a necessidade de mais estímulos monetários e fiscais.

PUBLICIDAD

Xangai é uma base de produção para muitas empresas, incluindo a Tesla (TSLA) e a estatal chinesa SAIC Corp.

Outra montadora, a China FAW, retomou as operações em suas cinco fábricas em Changchun, capital da província de Jilin, disseram autoridades locais em um briefing no domingo. Cerca de 276 fornecedores de componentes automotivos também voltaram ao trabalho, acrescentaram.

PUBLICIDAD

A província do nordeste, um centro automobilístico e agrícola de 24 milhões de pessoas, entrou em confinamento há cerca de um mês. A propagação da comunidade em todas as cidades de Jilin foi interrompida, com novos casos relatados apenas entre pessoas já isoladas, informou a televisão estatal na quinta-feira, citando autoridades locais.

Xangai registrou 24.820 casos locais de covid-19 no sábado, 21.582 deles assintomáticos. Dos 849 grandes produtores de vegetais de Xangai, 667 retomaram o trabalho, disse Lu Zhengrong, funcionário do Departamento de Agricultura e Assuntos Rurais de Xangai, em uma entrevista no domingo.

Sob o novo plano de retomada do trabalho, diferentes partes das fábricas devem ser separadas e todos os funcionários devem trabalhar e morar em locais designados, reduzindo ao máximo o contato direto com pessoas de outras áreas, de acordo com o comunicado.

PUBLICIDAD

Os visitantes serão fortemente restritos e os motoristas de caminhão da empresa devem fornecer resultados negativos de teste de ácido nucleico dentro de 48 horas ou um teste de antígeno negativo dentro de 24 horas, antes da entrada. Hospitais improvisados devem ser instalados em empresas com um grande número de trabalhadores, de acordo com o comunicado.

Xangai estabeleceu uma meta para impedir a propagação da covid-19 fora das áreas em quarentena até quarta-feira, informou a Reuters, citando pessoas que não identificou. O objetivo exigirá que as autoridades acelerem os testes e a transferência de casos positivos para centros de quarentena, disse a agência de notícias, citando uma cópia de um discurso de um funcionário local do Partido Comunista no sábado.

PUBLICIDAD

--Com a colaboração de Sarah Chen e Jessica Sui

Leia também

PUBLICIDAD

Cidadania italiana: veja o que muda no processo de reconhecimento

Quer comprar um carro online? Veja como não entrar em uma furada

Últimas BrasilXangaiCovid-19
PUBLICIDAD