Tech

Apple contrata ex-Ford para negócio de veículos elétricos

Executiva ajudou a desenvolver veículos elétricos para a montadora e é uma das poucas lideranças da Apple a vir da indústria automobilística

Após trabalhar na montadora por três décadas, Desi agora integra a equipe do projeto de veículo elétrico da Apple
Por Mark Gurman y Keith Naughton
04 de Maio, 2022 | 06:24 pm

Bloomberg — A Apple (AAPL) recrutou uma executiva de longa data da Ford (F) que ajudou a liderar os esforços de segurança e engenharia de veículos – sinal de que a fabricante do iPhone está novamente acelerando o desenvolvimento de um carro elétrico.

PUBLICIDAD

A gigante da tecnologia contratou Desi Ujkashevic para o projeto do carro, segundo pessoas com conhecimento do assunto. Ujkashevic trabalhava na Ford desde 1991 e mais recentemente atuou na qualidade de diretora global de engenharia de segurança automotiva. Antes disso, ela ajudou a supervisionar a engenharia de interiores, exteriores, chassis e componentes elétricos de muitos modelos da Ford.

A executiva trabalhou nos modelos Escape, Explorer, Fiesta e Focus da Ford, além do Lincoln MKC e o Aviator, segundo seu perfil no LinkedIn. Ela também ajudou a desenvolver novos veículos elétricos para a montadora de Dearborn, Michigan. Ujkashevic tem experiência em lidar com questões regulatórias, algo que será fundamental para a Apple fazer um carro rodar.

PUBLICIDAD

A empresa com sede em Cupertino, Califórnia, não quis comentar sobre a contratação. A Ford, por sua vez, disse que Ujkashevic se aposentou da montadora.

A contratação de Ujkashevic sugere que a Apple continua buscando um carro autônomo, apesar de várias saídas de alto perfil no ano passado. A equipe de gerenciamento do projeto foi quase totalmente substituída desde que foi dirigida por Doug Field, executivo que foi para a Ford no ano passado.

PUBLICIDAD

Criar um carro elétrico autônomo é considerado uma “próxima grande novidade” para a Apple – uma nova categoria de produto que pode impedir que seu crescimento de vendas fique estagnado. Mas o projeto sofreu inúmeras mudanças de estratégia e de pessoal desde que começou há cerca de sete anos.

A rotatividade foi particularmente grande no último ano. Além da saída de Field, a Apple perdeu os principais gerentes responsáveis pela engenharia de hardware, robótica e sensores. Em alguns casos, engenheiros de alto escalão saíram para ingressar em startups de táxi aéreo.

Após a saída de Field, a empresa nomeou o chefe da linha Apple Watch e de software de saúde, Kevin Lynch, para supervisionar o projeto. Lynch é um gerente de engenharia de software bem conceituado, mas nunca liderou o desenvolvimento de um veículo. Ainda assim, a empresa procurou acelerar o projeto sob Lynch e estabeleceu o objetivo de anunciar um produto até 2025.

PUBLICIDAD

Um carro da Apple colocaria a empresa em posição de concorrente para a Tesla (TSLA) e o Lucid Group, bem como para montadoras tradicionais que correm para introduzir veículos elétricos. A Ford tem sido particularmente agressiva com veículos elétricos ultimamente, com um esforço para eletrificar o veículo mais vendido na América: a picape F-150.

A Apple também está tentando dominar a direção autônoma como parte do projeto – um santo graal da indústria automobilística que trouxe dificuldades para empresas de tecnologia como Waymo, da Alphabet (GOOGL).

PUBLICIDAD

Ao longo dos anos, a Apple lutou para estabelecer uma visão para seu carro, em desenvolvimento desde 2015. A esperança atual é fazer algo totalmente autônomo e remover o volante e os pedais tradicionais. A empresa também tem buscado enfatizar a segurança com seu veículo.

Para esse fim, a empresa procura desenvolver salvaguardas mais fortes do que as disponíveis na Tesla e na Waymo. Isso inclui muitos itens redundantes – camadas de sistemas de backup que entram em ação para evitar falhas de segurança e sistemas de direção – informou a Bloomberg no ano passado. Ujkashevic poderia estar envolvida com esse componente. A Apple havia contratado Jaime Waydo para atuar como líder de segurança automotiva em 2018, mas o veterano da Waymo deixou a empresa no ano passado.

PUBLICIDAD

Ujkashevic é atualmente uma das poucas gerentes seniores da equipe de automóveis da Apple a vir da indústria automobilística, mas há outros. No ano passado, a Apple contratou Ulrich Kranz, ex-executivo da BMW (BMW) e ex-chefe da startup de direção autônoma Canoo. Stuart Bowers, ex-executivo da Tesla que trabalhou em software de direção autônoma, e Jonathan Sive, ex-gerente da Tesla, Waymo e BMW, também estão envolvidos.

Na Ford, Ujkashevic era uma das gerentes mais importantes da empresa, sendo nomeada em seu site.

PUBLICIDAD

“Desi tem uma vasta experiência em liderança na indústria automotiva global”, diz sua biografia no site da Ford. A empresa creditou a ela a melhoria dos produtos, da qualidade e da experiência do cliente na empresa de 118 anos.

--Este texto foi traduzido por Bianca Carlos, localization specialist da Bloomberg Línea.

PUBLICIDAD

Veja mais em Bloomberg.com

Leia também

PUBLICIDAD

Cuidado com brincadeiras: piadas no escritório podem acabar em processo

Rumo a um ano de pesadelo? Esses são os investimentos da Tiger Global no Brasil

O que é uma SAF? Lei pode ‘revolucionar’ o futebol brasileiro, diz BTG

Últimas BrasilTechAppleFordVeículos elétricos
PUBLICIDAD