Tech

Apple prepara óculos de realidade virtual como próxima grande aposta

Nova tecnologia está em desenvolvimento desde 2015; lançamento foi adiado algumas vezes e deve ocorrer até final de 2023

Objetivo inicial era apresentar o produto na Worldwide Developers Conference em junho, mas desafios relacionados ao conteúdo e superaquecimento causaram possíveis atrasos
Por Mark Gurman
19 de Maio, 2022 | 04:47 PM

Bloomberg — Executivos da Apple (AAPL) apresentaram uma prévia de seus óculos de realidade virtual ao conselho de administração da empresa na semana passada, sinalizando que o desenvolvimento do dispositivo atingiu um estágio avançado, segundo pessoas familiarizadas com o assunto.

PUBLICIDAD

O conselho, formado por oito diretores independentes e o CEO da Apple, Tim Cook, se reúne pelo menos quatro vezes por ano. Uma versão do dispositivo foi mostrada aos diretores na última reunião, disseram as pessoas, que pediram para não serem identificadas porque a reunião era privada.

Nas últimas semanas, a Apple também acelerou o desenvolvimento do rOS, abreviação do sistema operacional de realidade virtual que rodará nos óculos, segundo outras pessoas familiarizadas com o projeto. Esse progresso, juntamente com a apresentação para conselho, sugere que a estreia do produto pode ocorrer nos próximos meses.

PUBLICIDAD

Os óculos, que combinam elementos de realidade virtual (RV) e aumentada (RA), é a próxima grande novidade da Apple e representa a primeira grande categoria de novos produtos da empresa desde o Apple Watch em 2015. A companhia está atualmente buscando novas maneiras de expandir seu negócio de dispositivos, que responde por cerca de 80% das vendas anuais.

Produto diversificaria ainda mais a linha atual da empresadfd

A Apple pretende apresentar o óculos ainda este ano ou no próximo, com um lançamento ao consumidor estimado para 2023. Seu objetivo inicial era apresentá-lo na Worldwide Developers Conference em junho, mas desafios relacionados ao conteúdo e superaquecimento causaram possíveis atrasos, segundo relatado pela Bloomberg anteriormente. A empresa não quis comentar sobre os planos para os óculos.

PUBLICIDAD

Os óculos possuem processadores avançados, à altura dos mais recentes Macs da Apple, bem como telas de resolução ultra-alta. Embora o primeiro modelo ofereça RV e RA, a empresa também está trabalhando em óculos de RA autônomos, codinome N421, para lançamento no final desta década. Ao contrário da realidade virtual, a realidade aumentada sobrepõe informações e imagens digitais ao mundo real.

O dispositivo atual, de codinome N301, está em desenvolvimento desde 2015. Mike Rockwell, vice-presidente da empresa, liderou o projeto, que também foi supervisionado por Dan Riccio, ex-chefe de engenharia de hardware da Apple. A empresa tem cerca de 2 mil funcionários trabalhando no dispositivo como parte de uma equipe conhecida como Technology Development Group, ou TDG.

O grupo conta com ex-líderes de engenharia de hardware e software para iPhone, iPad e Mac, bem como contratações importantes da Nasa e outros setores, incluindo de jogos, gráficos e áudio. No entanto, a divisão sofreu nos últimos meses com a saída de alguns engenheiros importantes que foram para a Meta Platforms (FB) e outras empresas.

PUBLICIDAD

A equipe que desenvolve o dispositivo trabalha em seus escritórios em Sunnyvale, Califórnia, a poucos quilômetros da sede da empresa em Cupertino, informou a Bloomberg News. O dispositivo enfrentou vários desafios durante seu desenvolvimento, como encontrar aplicativos e conteúdo atraentes. Os obstáculos técnicos também incluíram superaquecimento e refinamento das câmeras embutidas do dispositivo.

O óculos da Apple foi originalmente planejado para ser apresentado em 2019, com lançamento em 2020, informou a Bloomberg News na época. Então, a Apple considerou anunciá-lo em 2021 antes de um lançamento em 2022, e agora esses planos foram adiados novamente até o final de 2022 ou 2023.

PUBLICIDAD

O mercado de óculos de realidade virtual e aumentada cresceu 92%, chegando a mais de 11 milhões de unidades no ano passado, segundo dados da IDC. Atualmente, os óculos Quest 2 da Meta dominam o mercado, com aproximadamente 78% das vendas em 2021. A entrada da Apple na categoria, devido às suas proezas de marketing e ecossistema de produtos, provavelmente expandirá consideravelmente as vendas da indústria ao longo do tempo.

--Este texto foi traduzido por Bianca Carlos, localization specialist da Bloomberg Línea.

PUBLICIDAD

Veja mais em Bloomberg.com

Leia também

PUBLICIDAD

Xiaomi tem primeira queda de vendas da história, prejudicada por lockdowns

EUA querem mais medidas democráticas de Maduro para aliviar sanções à Venezuela

Últimas BrasilTechApple
PUBLICIDAD