Mercados

Bolsas fecham em queda nos EUA com alta do rendimento dos Treasuries

Traders estão precificando aumentos de 50 pontos base em cada uma das próximas três reuniões do Fed

Balanços corporativos são acompanhados de perto nesta semana
Por Stephen Kirkland e Vildana Hajric
21 de Abril, 2022 | 05:24 PM

Bloomberg — Em dia de mercados fechados no Brasil, as ações dos Estados Unidos caíram com a retomada da liquidação dos títulos do Tesouro, com os traders se preparando para a possibilidade de um aperto mais agressivo da política pelo Federal Reserve. Por aqui, as operações nos mercados serão retomadas amanhã.

PUBLICIDAD

O S&P 500 caiu 1,5% em uma reversão dramática de um rali de mais de 1% no início do pregão desta quinta-feira (21), devido aos resultados otimistas. O Nasdaq 100, pesado em tecnologia, caiu cerca de 2%, desempenho abaixo dos principais benchmarks, já que o salto nos rendimentos pesou sobre as ações relacionadas ao crescimento.

Os rendimentos do Tesouro subiram ao longo da curva, com a taxa de dois anos sensível à política subindo até 15 pontos base, 2,73%, com os traders precificando aumentos de 50 pontos base em cada uma das próximas três reuniões. O dólar ganhou em relação a todos os seus principais pares após o aumento dos rendimentos.

PUBLICIDAD

O presidente do Fed, Jerome Powell, disse que viu mérito no argumento para aumentos antecipados das taxas de juros e que um aumento de meio ponto “estará na mesa para a reunião de maio”. Ele se recusou a comentar sobre os preços de mercado, mas observou que as atas da reunião de março mostraram que muitas autoridades apoiaram um ou mais aumentos de meio ponto.

Na frente de ganhos, a Tesla (TSLA) subiu depois de registrar lucros recordes que superaram as estimativas e com Elon Musk prevendo que a produção crescerá rapidamente pelo resto do ano. As ações subiram 3,2% no dia, depois de subir até 12% no início do pregão.

PUBLICIDAD

As companhias aéreas se recuperaram depois que a American Airlines Group (AAL) disse que os voos corporativos e internacionais estavam voltando e projetava um lucro no segundo trimestre. A United Airlines Holdings (UAL) saltou 9,3% depois de prever lucro este ano.

Embora a inflação e as reações do banco central ao aumento dos preços sejam grandes impulsionadores dos mercados no momento, os balanços corporativos também foram importantes nesta semana, especialmente após a queda da Netflix (NFLX), observou Chris Gaffney, presidente de mercados mundiais do TIAA Bank.

“Por outro lado, recebemos a Tesla esta manhã e está recuperando seus lucros”, disse Gaffney por telefone à Bloomberg News. “Até agora, parece que os consumidores estão ignorando os aumentos de preços, mas todo mundo está reclamando disso. Vamos ver quanto tempo isso dura.”

PUBLICIDAD

Embora seja no início da temporada de divulgação de resultados dos EUA, os sinais são encorajadores até agora. Das 87 empresas do S&P 500 que divulgaram resultados, cerca de 80% superaram as estimativas, segundo dados da Bloomberg.

Os pedidos de auxílio-desemprego nos EUA caíram na semana passada para um nível consistente com um mercado de trabalho excepcionalmente apertado, mostraram dados do Departamento do Trabalho nesta quinta-feira. Os pedidos iniciais de seguro-desemprego diminuíram em 2.000 para 184.000 na semana encerrada em 16 de abril, enquanto os pedidos contínuos de benefícios estaduais caíram para 1,42 milhão na semana encerrada em 9 de abril, o menor desde 1970.

PUBLICIDAD

Veja mais em Bloomberg.com

Leia também

PUBLICIDAD

Após encontrar Benchimol, Lula elogiou trajetória de dono da XP a jovens de Heliópolis

Este bilionário fez uma aposta na Netflix e perdeu US$ 435 milhões em 3 meses

Brasileiro comprou mineradora australiana para controlar jazida de ouro no Nordeste

Últimas BrasilEUA