PUBLICIDAD
PUBLICIDAD
Tech

Elon Musk diz que Twitter cumprirá regras de conteúdo da Europa com aquisição

Comissário da UE se reuniu com bilionário na segunda-feira (9) e ambos discutiram o algoritmo da plataforma

Pessoa mais rica do mundo se reuniu com dirigente da UE
Por Jillian Deutsch
10 de Maio, 2022 | 12:44 pm

Bloomberg — Elon Musk disse que o Twitter (TWTR) cumprirá as regras de conteúdo da União Europeia se ele concluir sua proposta de aquisição, menos com planos para flexibilizar as restrições à rede.

Depois de se encontrar com Musk no Texas na segunda-feira (9), Thierry Breton, comissário de mercado interno e uma das principais autoridades da UE, disse que ele e o CEO da Tesla (TSLA) concordaram em tudo.

PUBLICIDAD

“Para dizer a verdade, não houve desacordo algum”, disse Breton à Bloomberg em entrevista.

Breton é um dos primeiros grandes reguladores de tecnologia a discutir a proposta de aquisição de US$ 44 bilhões do Twitter por Musk – pelo menos publicamente. A UE é um dos reguladores mais ferozes das principais empresas de tecnologia e já lançou ataques contundentes a líderes do setor como Mark Zuckerberg.

Musk, que se autodenomina absolutista da liberdade de expressão, criticou as políticas de moderação de conteúdo do Twitter. Ele tem um acordo para comprar a plataforma por US$ 44 bilhões, dizendo que se concentrará em valores de “liberdade de expressão”. Breton alertou anteriormente que o Twitter, mesmo após mudar de dono, teria de cumprir as novas regras de conteúdo digital da UE.

PUBLICIDAD

A União Europeia concordou com a Lei de Serviços Digitais no mês passado, com o objetivo de forçar as plataformas de tecnologia a monitorar melhor o conteúdo. As regras focam principalmente na remoção de conteúdo ilegal, como publicações terroristas e discurso de ódio, mas também podem afetar os algoritmos das empresas de tecnologia para rebaixar postagens prejudiciais, como mensagens que assediam outras pessoas ou promovem distúrbios alimentares.

Musk está alinhado com a UE principalmente na ideia de tornar os algoritmos mais transparentes e em exigir que as empresas tenham regras consistentes sobre a proibição de pessoas nas plataformas.

“Concordo com tudo o que você disse, de verdade”, disse Musk em um vídeo depois que os dois se encontraram no Texas na segunda-feira.” “Acredito que estamos bem alinhados”.

PUBLICIDAD

Hoje @elonmusk e eu queríamos compartilhar uma mensagem rápida com vocês sobre o regulamento de plataformas #DSA

O Twitter tornou-se mais ativo na sinalização e remoção de conteúdo nos últimos anos devido ao aumento do escrutínio público. A plataforma baniu o ex-presidente americano Donald Trump do site no ano passado por incitar a violência. A medida provocou a condenação de conservadores nos EUA, que argumentaram que a proibição impedia a liberdade de expressão.

A compra da plataforma por Musk pode marcar uma mudança na forma como o Twitter media as disputas de conteúdo, evitando retiradas rápidas em favor da promoção de uma plataforma amplamente aberta.

PUBLICIDAD

Musk, no entanto, disse acreditar que a plataforma deve seguir as regras de cada país em que opera. “Na minha opinião, o Twitter deve corresponder às leis do país”, Musk disse em abril, antes do Twitter aceitar sua oferta para comprar a plataforma.

--Este texto foi traduzido por Bianca Carlos, localization specialist da Bloomberg Línea.

Veja mais em Bloomberg.com

PUBLICIDAD

Leia também

Faculdades começam a oferecer aulas de TikTok para influenciadores nos EUA

As 5 startups da América Latina reconhecidas pelo Fórum Econômico Mundial

Últimas BrasilTechTwitterElon Musk
PUBLICIDAD