Negócios

Musk perde US$ 32 bilhões com queda da Tesla

Ações da fabricante de carros elétricos tiveram a maior queda desde setembro de 2020 na sessão de hoje

Musk é a pessoa mais rica do mundo, com uma fortuna de US$ 252 bilhões, segundo o Bloomberg Billionaires Index
Por Scott Carpenter e Tom Maloney
26 de Abril, 2022 | 08:06 PM

Bloomberg — Elon Musk não conseguirá bancar mais dias como esta terça-feira (26).

PUBLICIDAD

Foi quando sua participação na Tesla (TSLA) caiu mais de US$ 32 bilhões, depois que as ações da fabricante de carros elétricos tiveram a maior queda desde setembro de 2020.

Para Musk, esse tipo de volatilidade não é novidade. Quedas acentuadas atingiram as ações da Tesla periodicamente nos últimos dois anos, mas foram compensadas por ganhos ainda maiores, uma tendência que o catapultou para o topo da lista das pessoas mais ricas do mundo.

PUBLICIDAD

Desta vez, porém, há mais em jogo para Musk, que há pouco mais de 24 horas anunciou um acordo para comprar o Twitter (TWTR) por US$ 44 bilhões em uma das maiores aquisições da história.

Para financiar o acordo, Musk, de 50 anos, concordou com US$ 13 bilhões em financiamento bancário apoiado pela empresa de mídia social, US$ 12,5 bilhões garantidos por parte de sua participação na Tesla e outros US$ 21 bilhões em ações. Com base no preço de fechamento da Tesla na segunda-feira (25), ele poderia cobrir seu empréstimo de margem e ainda possuir ações não prometidas no valor de cerca de US$ 21,6 bilhões – quase o suficiente após os impostos para vender e financiar a parte em dinheiro do acordo.

PUBLICIDAD

Essa margem de manobra encolheu depois que as ações da Tesla caíram 12%, fechando terça-feira em US$ 876,42. Ele ainda tem mais do que o suficiente para garantir o empréstimo de margem, mas no preço atual ele teria apenas US$ 11,4 bilhões restantes em ações não comprometidas. Se as ações caíssem abaixo de US$ 740, o que aconteceu por um breve momento em 24 de fevereiro, Musk não teria o suficiente para cobrir os US$ 12,5 bilhões, segundo cálculos da Bloomberg.

Musk está assumindo um grande risco ao usar ações da Tesla como garantia”, disse Russ Mould, diretor de investimentos da AJ Bell. “Se as ações da montadora elétrica caíssem inesperadamente, isso poderia criar muito desconforto.”

Musk é a pessoa mais rica do mundo, com uma fortuna de US$ 252 bilhões, segundo o Bloomberg Billionaires Index. Sua riqueza geral caiu apenas US$ 5,5 bilhões nesta terça-feira, amortecida por um ganho de milhões a mais de opções da Tesla sob um prêmio astronômico de 2018 que prometia pagar se a Tesla atingisse vários benchmarks de desempenho, como lucro líquido e receita. A empresa navegou pela maioria deles. A empresa relatou ganhos melhores do que o esperado na semana passada, com Musk projetando que a produção crescerá rapidamente para o resto de 2022.

PUBLICIDAD

O prêmio também foi atingido. As três tranches de seu prêmio de opções de 12 tranches que foram adquiridas na segunda-feira (25) valem US$ 20,4 bilhões, uma queda de US$ 3,1 bilhões em valor em um dia.

Veja mais em Bloomberg.com

PUBLICIDAD

Leia também

Bloomberg Línea lança lista de 50 Mulheres de Impacto da América Latina em 2022

Como os usuários do Twitter deram as boas-vindas a Elon Musk

Últimas BrasilElon MuskTwitter
PUBLICIDAD