Tech

Alemã Formel Skin chega ao Brasil para disputar mercado de skincare

A healthtech, que recebeu 30 milhões de euros na maior série A da Europa, trata problemas de pele por telemedicina

A healthtech alemã Formel Skin chegou ao Brasil para disputar o mercado de skincare.
04 de Abril, 2022 | 01:08 PM

Bloomberg Línea — A healthtech alemã Formel Skin anunciou, nesta segunda-feira (4), sua expansão para o Brasil. A plataforma promove tratamento de acne, melasma, rosácea e manchas por meio da telemedicina. O Brasil é o primeiro passo da Formel Skin fora da Europa. A empresa já tinha operações na Suíça.

PUBLICIDAD

Segundo Sarah Bechstein, cofundadora da Formel Skin, o Brasil é um grande mercado para produtos estéticos. Dermatologista, ela decidiu criar a startup em 2019 quando sentiu o problema na própria pele. Em entrevista à Bloomberg Línea, ela disse que quando sua pele piorou, isso afetou seu trabalho como dermatologista, já que, para dermatologistas, “o rosto é o cartão de visitas”.

“Eu tinha acesso a todos os remédios, mas não funcionavam comigo, por mais que eles fossem fortes. Então uma professora passou a me tratar com uma receita individualizada e funcionou muito bem”, disse. A intenção de Bechstein, junto com os cofundadores Florian Semler e Anton Kononov, foi criar esse atendimento individualizado e recorrente. A empresa já está contratando no Brasil, abrindo um escritório em São Paulo, e já tem uma médica que fará os atendimentos no país.

PUBLICIDAD

Segundo Bechstein, entre os principais problemas da dermatologia é que algumas pessoas começam o tratamento e depois param. A empreendedora conta que dermatologia é uma das especialidades médicas que melhor funcionam com a telemedicina, já que para muitos distúrbios de pele, basta o médico observar o problema.

O tratamento funciona em um modelo de assinatura, onde o cliente acessa o site e preenche um questionário dizendo se já teve alergias, outras doenças, ou se já tratou a pele antes. O paciente tira fotos do rosto e sobe as fotos a cada consulta na plataforma, para que os médicos consigam ver a evolução e decidir o melhor tratamento. Hoje, a empresa só trabalha com produtos faciais, mas pretende ampliar o leque em breve.

PUBLICIDAD

Recentemente, a Formel Skin captou a maior série A da Europa, 30 milhões de euros (R$ 152 milhões) em uma rodada liderada pela empresa de capital de risco Singular, com sede em Paris, e pela investidora alemã Heal Capital, com a participação de investidores de consumo e tecnologia de saúde, Cherry Ventures, Heartcore Capital e Vorwerk Ventures.

No ano passado, com os olhos dos investidores voltados para a saúde, a sueca Kry, a francesa Alan e a portuguesa Sword Health se tornaram unicórnios. O Brasil ainda não tem uma startup do setor de saúde que atingiu a avaliação bilionária, mas uma das candidatas é a Alice, bancada pelo SoftBank, que já recebeu cerca de R$ 800 milhões.

Startups BrasilÚltimas BrasilBloomberg Línea
Isabela  Fleischmann

Isabela Fleischmann

Jornalista brasileira especializada na cobertura de tecnologia, inovação e startups

PUBLICIDAD