PUBLICIDAD
PUBLICIDAD
Cripto

Aposta de El Salvador no bitcoin custou US$ 40 milhões ao país

Valor é pouco maior do que o próximo pagamento de cupom do país em sua dívida externa, com vencimento em 15 de junho

Logos de Tether y Bitcoin
Por Michael McDonald y Aline Oyamada
12 de Maio, 2022 | 08:37 pm

Bloomberg — A aposta de El Salvador no bitcoin já custou ao governo do país o suficiente para cobrir seu próximo pagamento de juros aos detentores de títulos, mostrando o aumento dos riscos representados por seu experimento com a criptomoeda.

O caminho que levou o bitcoin a cair cerca de 40% desde o final de março aprofundou as perdas acumuladas do presidente Nayib Bukele nas participações do governo para cerca de US$ 40 milhões, de acordo com uma estimativa da Bloomberg.

PUBLICIDAD

Isso é um pouco mais do que o próximo pagamento de cupom do país em sua dívida externa, com vencimento de US$ 38,25 milhões em 15 de junho, em notas com vencimento em 2035.

O governo de Bukele gastou cerca de US$ 105 milhões comprando bitcoins desde que se tornou o primeiro do mundo a legalizar a licitação em setembro, com base em seus anúncios no Twitter. A criptomoeda caiu 45% desde a primeira compra, reduzindo o valor dos 2.301 bitcoins do país para cerca de US$ 66 milhões.

Esse é outro golpe para Bukele, um crente devoto em criptomoedas que tenta há mais de cinco meses vender um título lastreado em bitcoin.

PUBLICIDAD

Mas o sentimento de investidores com os títulos de El Salvador piorou, visto que estão preocupados não apenas com a capacidade do governo de manter sua dívida em dia, mas também com sua disposição de fazê-lo.

Bitcoin perdeu 44% de seu valor desde que El Salvador comprou a criptomoeda pela primeira vezdfd

O escritório de Bukele recusou um pedido de comentário da Bloomberg News. O governo não publica dados sobre suas participações em bitcoin.

Os preços da dívida externa do país caíram cerca de 18% este ano, deixando os títulos com vencimento em 10 e 30 anos sendo negociados a cerca de 40 centavos de dólar, profundamente em território angustiado.

PUBLICIDAD

O próximo pagamento principal será em janeiro, no valor de US$ 800 milhões. O desconto de 22% no preço pelo qual as notas estão sendo negociadas sugere alguma hesitação dos investidores sobre se a obrigação será cumprida.

El Salvador deve aos detentores de títulos US$ 382 milhões em juros este ano, sendo julho o mês mais pesado para pagamentos, com vencimento de US$ 183 milhões.

A nação tinha US$ 3,4 bilhões em reservas em abril, de acordo com o banco central, e o governo planeja levantar US$ 1 bilhão com o título lastreado em bitcoin, embora não esteja claro neste momento se a transação será concluída.

PUBLICIDAD

A nação também estava em negociações com o Fundo Monetário Internacional (FMI) para uma linha de fundo estendida, mas as negociações pararam depois que Bukele adotou a criptomoeda como moeda legal.

Desde então, os spreads dos swaps de inadimplência de crédito do país – um tipo de seguro contra pagamentos perdidos – aumentaram mais de 20 pontos percentuais, implicando uma chance de 87% de inadimplência nos próximos cinco anos.

Veja mais em Bloomberg.com

PUBLICIDAD

Leia também:

Bitcoin abaixo de US$ 30 mil é compra, dizem especialistas

5 pontos para entender o que está acontecendo com o Nubank

Últimas BrasilCriptomoedaBitcoinEl Salvador
PUBLICIDAD