Mercados

Ásia recua e futuros de NY oscilam com investidor de olho na ata do Fed

Os títulos do Tesouro estenderam as perdas, deixando o rendimento de 10 anos no nível mais alto desde 2019

Ásia recua e futuros de NY oscilam com investidor de olho na ata do Fed
Por Sunil Jagtiani
05 de Abril, 2022 | 10:02 PM

Bloomberg — Ações e títulos caíram na Ásia nesta quarta-feira com a perspectiva de uma rápida redução no balanço patrimonial do Federal Reserve, parte do aperto monetário intensificado para combater a inflação.

PUBLICIDAD

As ações caíram no Japão, Coreia do Sul e Austrália, enquanto os futuros de índice dos EUA oscilaram após uma queda de Wall Street. Os títulos do Tesouro estenderam as perdas, deixando o rendimento de 10 anos no nível mais alto desde 2019. Os títulos da Austrália e da Nova Zelândia também caíram.

A governadora do Fed, Lael Brainard, disse na terça-feira que conter a inflação é “importante”, acrescentando que o banco central pode começar a reduzir seu balanço rapidamente já em maio. Os investidores temem que uma política mais restritiva do banco central possa levar a maior economia do mundo a uma recessão. O dólar estava perto de um pico em três semanas.

PUBLICIDAD

O petróleo caiu para US$ 100 o barril em meio ao dólar mais forte. Permanecem as preocupações de que o crescente isolamento da Rússia após a guerra na Ucrânia possa atrapalhar ainda mais os fluxos de commodities. Novas sanções contra a Rússia são esperadas, incluindo uma proibição da União Europeia de importações de carvão.

Entre as criptomoedas, o Bitcoin (BTC) segue em desvantagem, caindo abaixo de US$ 45 mil em outro sinal de apetite menor por investimentos de risco.

PUBLICIDAD

Os comentários de Brainard colocam os holofotes ainda mais firmes na ata da reunião do Fed prevista para quarta-feira, que deve fornecer pistas sobre o ritmo dos aumentos das taxas de juros e do chamado aperto quantitativo, o processo de redução do balanço do banco central.

“O principal risco para os mercados de ações mundiais correlacionados a Wall Street continua sendo o ciclo de aperto do Federal Reserve”, escreveu Christopher Wood, chefe global de estratégia de ações da Jefferies LLC, em nota. Os níveis de dívida significam que o impacto de configurações monetárias mais restritivas será muito mais rápido, principalmente se o aperto quantitativo vier acompanhado de aumentos de juros, acrescentou.

Principais eventos para acompanhar esta semana:

PUBLICIDAD
  • Ata do Federal Reserve, quarta-feira;
  • China Caixin composto e serviços PMI, quarta-feira;
  • Relatório de estoques de petróleo bruto da EIA, quarta-feira;
  • O presidente do Fed da Filadélfia, Patrick Harker, fala na quarta-feira;
  • James Bullard, do Fed de St. Louis, Raphael Bostic, do Fed de Atlanta, Charles Evans, do Fed de Chicago, falam em eventos separados na quinta-feira;
  • Decisão de política monetário do Reserve Bank of India, na sexta-feira

Alguns dos principais movimentos nos mercados:

Ações

  • Os futuros de S&P 500 (ESA) recuavam 0,1% às 10h em Tóquio (22h em Brasília). Na terça, o S&P 500 (SPX) caiu 1,3%;
  • Os futuros do Nasdaq 100 (NQA) recuavam 0,2%. O Nasdaq 100 (NDX) recuou 2,2%;
  • O índice Topix (TOPIX), de Tóquio, tinha baixa de 1%;
  • O S&P/ASX 200 da Austrália (AS51) recuava 1,2%;
  • O índice Kospi (KOSPI), de Seul, recuava 0,8%;

Moedas

  • O iene japonês (JPY) operava a 123,73 por dólar;
  • O yuan offshore (CNH) operava a 6,3787 por dólar;
  • O Bloomberg Dollar Spot Index (DXY) operava estável;
  • O euro (EUR) operava a US$ 1,0902;

Renda fixa

  • O rendimento dos títulos do Tesouro de 10 anos subia dois pontos base para 2,57%;
  • O rendimento de 10 anos da Austrália subia oito pontos base para 2,94%;

Commodities

  • O petróleo bruto West Texas Intermediate (WTI) era negociado a U$ 100,72 o barril, com queda de 1,2%;
  • O ouro era negociado a US$ 1.920,77 a onça.

Veja mais em Bloomberg.com

Leia também

Últimas BrasilMercadosfuturosUcrânia
PUBLICIDAD