Cripto

Bitcoin volta a desabar e ameaça romper barreira simbólica de US$ 20 mil

Analistas dizem que queda abaixo desse patamar pode levar a novos movimentos de investidores em busca de proteção

Criptoativo mais negociado do mundo recua há nove dias seguidos, na mais extensa sequência negativa desde 2014
15 de Junho, 2022 | 08:37 AM

Bloomberg Línea — A virada do mercado para ativos e criptomoedas consideradas de risco parece não ter fim. O bitcoin recua cerca de 8% na manhã desta quarta-feira (15) e era negociado a US$ 20.180 por volta das 7h (de Brasília).

PUBLICIDAD

O Ether recuava cerca de 10%, negociado a US$ 1.062.

Trata-se do preço mais baixo do bitcoin desde dezembro de 2020, o que significa que todos os investidores que tenham entrado no mercado e comprado a criptomoeda depois dessa data - sem realizar operações no meio do caminho - estão com ativos que hoje valem menos do que desembolsaram.

PUBLICIDAD

A aproximação do patamar simbólico de US$ 20 mil tem relevância, segundo especialistas, porque pode desencadear nova vendedora - selloff - de investidores em busca de hedge (proteção). O mesmo vale se o Ether cair abaixo do nível de US$ 1.000.

“Se esses níveis de US$ 20 mil o bitcoin e de US$ 1.000 o Ether forem quebrados, nós esperamos uma pressão massiva para venda nos mercados à vista, de dealers buscando proteção”, disse o cofundador da exchange (corretora) BitMEX Arthur Hayes em um tuíte, segundo a Bloomberg.

PUBLICIDAD

Por volta das 9h30 da manhã, a queda nas últimas 24 horas tinha cedido para cerca de 4%, e o bitcoin estava sendo negociado na casa de US$ 21,2 mil.

Leia também:

Fortunas de bilionários de cripto desabam tão rápido quanto surgiram

PUBLICIDAD