Mercados

China: rali de quase 500% do lítio começa a enfraquecer

Produção das montadoras no país foi prejudicada com a pandemia e estoques de baterias ainda estão abastecidos

Maior fabricante de baterias do mundo está isolando funcionários em um circuito fechado em sua fábrica
Por Annie Lee
12 de Abril, 2022 | 11:02 AM

Bloomberg — O lítio vem mostrando sinais de desaceleração (pelo menos na China) após uma alta que levou os preços ao que Elon Musk disse serem “níveis insanos”.

PUBLICIDAD

O carbonato de lítio chinês, que subiu quase 500% no ano passado, caiu ligeiramente na segunda-feira (11) depois de se estabilizar na semana passada, segundo a Asian Metal. O agravamento do surto de coronavírus no país afetou a cadeia de suprimentos para veículos elétricos, e a resistência dos compradores aos altos preços está obscurecendo as perspectivas de demanda.

“A demanda a jusante está enfraquecendo, pois a pandemia prejudicou a produção das montadoras na China e os níveis de estoque permanecem altos nos fabricantes de baterias”, disse Maria Ma, analista do Shanghai Metals Market. “As empresas também são pressionadas pelos preços elevados do lítio e há uma forte resistência ao preço.”

PUBLICIDAD
Alta recorde do lítio tropeça com surto de covid e resistênciadfd

Diversas montadoras globais, incluindo a Tesla (TSLA) e a Volkswagen (VOW3), foram forçadas a suspender a produção em suas fábricas em Xangai após um lockdown em toda a cidade, ao passo que a novata chinesa de veículos elétricos Nio afirmou que interrompeu a produção e atrasou as entregas. A Contemporary Amperex Technology, maior fabricante de baterias do mundo, está isolando funcionários em um circuito fechado em sua principal fábrica em Ningde.

Um lockdown prolongado em Xangai pode prejudicar as vendas gerais de veículos elétricos este ano e aliviar um déficit previsto para o mercado de lítio, segundo Alice Yu, analista sênior de metais da S&P Global Commodity Insights. Ainda assim, os preços na China podem encontrar suporte no curto prazo, pois os atrasos logísticos podem impedir que as importações de matéria-prima cheguem às refinarias e usuários a jusante, acrescentou.

PUBLICIDAD

A alta surpreendente colocou o lítio sob os holofotes. O líder da Tesla publicou no Twitter que a gigante dos veículos elétricos pode considerar minerar e refinar o metal diretamente em escala. As montadoras na China estão lutando contra o aumento dos custos das matérias-primas, e várias aumentaram os preços em resposta. No mês passado, autoridades em Pequim convocaram participantes do mercado em toda a cadeia de suprimentos para discutir “um retorno racional” nos preços do lítio, assim como os riscos em torno da inflação de custos.

O preço do lítio atingiu níveis insanos! A Tesla pode realmente ter que entrar na mineração e refino diretamente em escala, a menos que os custos melhorem.

Não há escassez do elemento em si, já que o lítio está em quase todos os lugares da Terra, mas o ritmo de extração/refinamento é lento.

PUBLICIDAD

--Este texto foi traduzido por Bianca Carlos, localization specialist da Bloomberg Línea.

Veja mais em Bloomberg.com

Leia também

Últimas BrasilMercadosLitio
PUBLICIDAD