Startups

Dança das cadeiras: SoftBank troca executivos do fundo para a América Latina

Paulo Passoni e Shu Nyatta estão deixando o conglomerado japonês; SoftBank se comprometeu a investir mais US$ 2 bilhões na região neste ano

Paulo Passoni e Shu Nyatta, managing partners do SoftBank Latin America Fund, estão de saída do conglomerado japonês
17 de Abril, 2022 | 08:34 pm

Bloomberg Línea — Substituição no campo das lideranças do SoftBank Latin America Fund: saem Paulo Passoni e Shu Nyatta e entram Alex Szapiro e Juan Franck. É mais uma mudança que vem na esteira de reorganizações do fundo para a América Latina desde que o idealista dos investimentos na região, Marcelo Claure, deixou o conglomerado japonês descontente com sua remuneração.

PUBLICIDAD

Remuneração é também um dos motivos da saída dos ex-gerentes Paulo Passoni e Shu Nyatta. Segundo informações da Bloomberg News, o movimento é uma resposta às mudanças no esquema de compensação anunciadas pelo CEO do SoftBank Masayoshi Son, tornando discricionária a remuneração dos executivos, um percentual do desempenho dos investimentos.

O Softbank não respondeu imediatamente a um pedido de comentário da Bloomberg Línea.

PUBLICIDAD

Outro motivo da saída de Passoni e Nyatta seria a mudança no relacionamento com as startups investidas, já que o SoftBank suspendeu um grupo que ajudava no recrutamento e relações governamentais das investidas. O SoftBank fala que as mudanças são realocações já que a equipe do SoftBank Latin America Fund agora está se integrando ao Vision Fund, sob o comando do indiano Rajeev Misra.

Alex Szapiro, ex-líder da Amazon no Brasil, que se juntou ao SoftBank no ano passado, assumirá a posição de managing partner. A outra substituição será feita por Juan Franck, head de investimentos do México.

PUBLICIDAD

Já o CEO do SoftBank International, Michel Combes, vai acumular funções e liderará o SoftBank Latin America Fund, cargo vago desde a saída de Claure. Mesmo com as mudanças, o SoftBank se comprometeu a investir mais US$ 2 bilhões na região neste ano.

--Atualiza com informações da Bloomberg News -- 21h

Leia também

PUBLICIDAD

Cinco assuntos quentes para o Brasil na próxima semana

Trabalho híbrido: 1 ou 2 dias no escritório é o ideal, diz estudo de Harvard

SoftbankSoftbank Latin America VenturesBloomberg LíneaStartups BrasilÚltimas Brasil
Isabela  Fleischmann

Isabela Fleischmann BR

Jornalista brasileira especializada na cobertura de tecnologia, inovação e startups

PUBLICIDAD