Agro

Diesel caro e escassez deixam agricultores sem sua ‘força vital’

Na Ucrânia, frequentemente considerada celeiro do mundo pela força na produção de grãos, combustível está escasso

Surtidor de gasolina
Por Kim Chipman e Megan Durisin
19 de Maio, 2022 | 02:54 PM

Bloomberg — Agricultores dos Estados Unidos à Ucrânia enfrentam uma disparada no preço do diesel e uma oferta instável que os forçam a gastar quantias sem precedentes com combustível e geram preocupações sobre a colheita de outono no hemisfério norte.

PUBLICIDAD

Nos EUA, onde os produtores de milho e soja se apressam para semear os campos após chuvas e baixas temperaturas atrasarem o plantio, encher um tanque de trator diariamente agora custa a alguns agricultores US$ 1.000, o dobro do que custava um ano atrás. E a parte mais intensa da temporada agrícola ainda está por vir.

“Nós nunca vivemos esse nível de aumento de preço do diesel”, disse o produtor de Iowa Chris Edgington, presidente da Associação Nacional de Produtores de Milho dos EUA. O custo por galão subiu de US$ 2,20 um ano atrás para US$ 4,70, disse.

PUBLICIDAD

Na Ucrânia, um celeiro mundial de grãos, três meses após a invasão russa, os produtores cuidam dos campos em meio a bombardeios brutais de instalações de armazenagem. Um agricultor de grãos disse que tem combustível suficiente para dois meses. Ele está nervoso com os suprimentos de diesel encomendados semanas atrás que não apareceram.

“Se você tiver que esperar tanto tempo, você aos poucos fica sem nada”, disse Kees Huizinga, que cultiva 15 mil hectares na Ucrânia. As safras necessárias para alimentar o gado leiteiro estão a dias da colheita e, se os atrasos continuarem, problemas maiores podem se acumular para o milho e os girassóis.

PUBLICIDAD

Nos EUA, com as reservas de grãos diminuindo e a inflação alta, o diesel está escasso, especialmente na costa leste.

Muitos agricultores americanos estão rumo a mais um ano de lucros à medida que a guerra e os desafios climáticos globais estenderam o rali de preços agrícolas de 2021. O trigo saltou recentemente para um recorde histórico e o milho e a soja são negociados perto de níveis recordes.

Mesmo assim, eles temem que os preços caiam enquanto os custos do diesel e de outros insumos agrícolas importantes permaneçam altos.

PUBLICIDAD

Os preços do diesel nos EUA atingiram recordes, com avisos de escassez, especialmente no leste dos EUA. A invasão da Ucrânia pela Rússia restringiu o fornecimento global do combustível. Embora a situação no Centro-Oeste não seja tão terrível, os preços no atacado em Chicago ainda aumentaram 75% em relação ao ano anterior.

“O diesel é a força vital da agricultura”, disse Ben Riensche, produtor de milho e soja de Iowa, cujos custos de combustível saltaram de US$ 35 para US$ 70 por acre.

PUBLICIDAD

Veja mais em Bloomberg.com

Leia também

PUBLICIDAD

Aposta agro do Pátria vende R$ 1 bi em insumos e será paga em soja e milho

Goldman e JPMorgan veem pânico exagerado do mercado com recessão

Últimas BrasilAgroEUAUcrânia
PUBLICIDAD