Mercados

Emergentes devem se beneficiar do pico do dólar, segundo Goldman Sachs

Após pico de alta moeda, países emergentes costumam ter bom desempenho; seria o caso desta vez?

Apesar de ocorrer próximo de recessões, pico do dólar pode beneficiar emergentes
Por Sydney Maki
03 de Junho, 2022 | 06:34 PM

Bloomberg — Ações, títulos e moedas de economias emergentes devem colher os frutos de um possível pico na valorização do dólar no mercado internacional, de acordo com o Goldman Sachs (GS).

PUBLICIDAD

Uma queda de quase 3% em um indicador importante do dólar desde sua máxima em meados de maio sinaliza uma recuperação nos mercados em desenvolvimento, que tendem a superar o resto do mundo nos meses após um pico cíclico do dólar, de acordo com Caesar Maasry e Jolene Zhong.

Ciclos de dólar fraco tendem a ser um presságio positivo para ativos de mercados emergentes”, disseram em nota aos clientes. Eles ressaltaram o MSCI China Index e mercados emergentes no Sudeste Asiático.

PUBLICIDAD
Dólar fraco precede bons momentos para emergentesdfd

Não é uma ciência exata. Normalmente, dados de crescimento de mercados emergentes atingem o fundo do poço em torno de um pico do dólar, e as ações geralmente são negociadas com descontos maiores em relação ao S&P 500 (SPX), de acordo com o Goldman. Os picos do dólar também tendem a ocorrer perto de recessões, escreveram os estrategistas.

“Os últimos meses podem ser caracterizados como previsões de crescimento em queda nos mercados emergentes, com diferenciais de crescimento superiores”, disseram Maasry e Zhong. É “uma ocorrência incomum”.

PUBLICIDAD

Veja mais em Bloomberg.com

Leia também

Por que CEOs americanos mudaram tom e passaram a alertar sobre a economia

Alerta aos BCs: preços globais dos alimentos atingem recorde em maio

Últimas BrasilMercadosEmergentesDólar
PUBLICIDAD