Negócios

Fortuna de Zuckerberg tem alta recorde com melhora do Facebook

Salto das ações da empresa elevou em US$ 11 bilhões a fortuna de seu CEO de 37 anos, o maior aumento em um dia que ele já teve

O enorme ganho de riqueza de Zuckerberg o elevou seis posições para o 12º no índice Bloomberg
Por Jill Shah
29 de Abril, 2022 | 09:13 AM

Bloomberg — Mark Zuckerberg acabou de ter o melhor dia de sua vida. Pelo menos no que diz respeito à sua fortuna pessoal.

PUBLICIDAD

As ações da Meta saltaram 17,6% na quinta-feira (28), depois que a empresa informou que sua rede de mídia social, o Facebook, adicionou mais usuários do que o projetado no primeiro trimestre. Isso elevou em US$ 11 bilhões a fortuna de seu CEO de 37 anos, o maior aumento em um dia que ele já teve, de acordo com o Bloomberg Billionaires Index.

O enorme ganho de riqueza de Zuckerberg o elevou seis posições para o 12º no índice Bloomberg, superando outros bilionários, incluindo Carlos Slim e Jim, Roubar e Alice Walton.

PUBLICIDAD

O recente crescimento de usuários do Facebook é uma guinada para a Meta, que relatou o primeiro declínio de usuários da plataforma nos últimos três meses de 2021. A recuperação do preço das ações sugere que os investidores estão menos preocupados com suas perspectivas de crescimento futuro em relação a concorrentes.

Mesmo após o aumento de quinta-feira, as ações da Meta ainda registravam queda de 39% este ano. A queda na fortuna de US$ 49,6 bilhões de Zuckerberg nos primeiros quatro meses de 2022 é maior do que qualquer um dos outros 20 bilionários mais ricos.

PUBLICIDAD

Veja mais em bloomberg.com

Leia também

Mercados em rumos contrários nos EUA e na Europa; balanços e macro dividem atenção

Últimas BrasilMark ZuckerbergFacebook
PUBLICIDAD