Internacional

Líderes do G-7 vão se comprometer a proibir importação de petróleo da Rússia

Rascunho de um documento que a Bloomberg teve acesso diz os países vão reduzir gradualmente a dependência energética russa

Líderes do G-7 vão apresentar acordo para proibir importação de petróleo da Rússia
Por Michael Nienaber y John Follain
08 de Maio, 2022 | 01:21 PM

Bloomberg — Os líderes do G-7 vão se comprometer a proibir a importação de petróleo russo em resposta à guerra do presidente Vladimir Putin na Ucrânia, de acordo com um rascunho do comunicado visto pela Bloomberg. Os chefes das principais economias assumirão o compromisso após uma vídeo chamada prevista para este domingo (08/05). A declaração está sujeita a alterações.

PUBLICIDAD

Vários dos países do G-7 já se comprometeram a diversificar os suprimentos russos, com a Alemanha, a maior economia da União Europeia, já apoiando uma proposta da UE de proibir as importações de petróleo até janeiro.

Os líderes “se comprometerão a eliminar gradualmente nossa dependência da energia russa, inclusive eliminando ou proibindo a importação de petróleo russo”, diz o esboço. “Garantiremos que o façamos de maneira oportuna e ordenada, e de maneira a fornecer tempo para o mundo garantir suprimentos alternativos”.

PUBLICIDAD

Os líderes do G-7 também se comprometerão a tomar medidas para proibir ou impedir a prestação de serviços essenciais dos quais a Rússia depende. “Isso reforçará o isolamento da Rússia em todos os setores de sua economia”, segundo o esboço.

Veja mais em Bloomberg.com

Leia também

Últimas BrasilGuerra na UcrâniaG7Petróleo
PUBLICIDAD