Mercados

Mercados na Ásia apontam abertura estável com preocupação com inflação

Redução de balanço patrimonial do Fed está entre os pontos de atenção de investidores na segunda sessão do mês

Futuros de índices asiáticos operam perto da estabilidade na abertura dos mercados nesta quinta-feira (2)
01 de Junho, 2022 | 09:18 PM

Bloomberg Línea — Temores quanto aos impactos do aperto quantitativo promovido pelo Federal Reserve, o banco central americano, continuam a pesar no comportamento de investidores na abertura dos mercados asiáticos, já na manhã de quinta-feira (2). A mensagem de alarme foi amplificada pelas declarações do CEO do JPMorgan Chase, Jamie Dimon, que alertou para a chegada de um “furacão” na economia a despeito da calmaria recente nos mercados.

PUBLICIDAD

Um dos efeitos vistos nesta terça foi o aumento dos yields (rendimentos) dos Treasuries americanos, os títulos do Tesouro dos Estados Unidos, além da valorização do dólar. O preço do barril do petróleo, por sua vez, esteve próximo dos US$ 115 antes do encontro da Opep+ para discutir a produção.

Na Ásia, futuros na Bolsa de Tóquio operam perto da estabilidade, enquanto recuam em Hong Kong e na Austrália. Nesta terça, os índices S&P 500 e Nasdaq recuaram 0,75% e 0,72%, respectivamente, depois que novos dados mostraram um vigor acima do esperado da economia americana, e isso pode ser um novo indício de que o Fed terá que adotar uma postura mais rigorosa na política monetária.

PUBLICIDAD

O aperto quantitativo temido por investidores é a redução do balanço patrimonial do Fed por meio de menor compra de títulos, o que tem o objetivo de enxugar parte da liquidez de capital no mercado.

Leia também:

PUBLICIDAD

Gestores de ações nos EUA atingem performance histórica: habilidade ou sorte?

Gestora de Soros diz que mercado erra ao prever recessão imediata

Últimas BrasilAsiaAções
PUBLICIDAD