PUBLICIDAD
PUBLICIDAD
Internacional

Rainha Elizabeth II não irá à abertura do Parlamento

Esta é apenas a terceira vez que a monarca perde evento – sua ausência nas duas vezes anteriores foi causada pela gravidez

Monarca completa 70 anos de reinado em 2022 e país fará uma série de comemorações no próximo mês
Por Ellen Milligan
09 de Maio, 2022 | 06:59 pm

Bloomberg — A rainha Elizabeth II perderá a abertura estadual do Parlamento do Reino Unido na terça-feira (10) devido a “problemas de mobilidade episódicos”, segundo seu gabinete.

PUBLICIDAD

O Discurso da Rainha, que estabelece a agenda do governo para a próxima sessão parlamentar, agora será proferido pela primeira vez pelo filho e herdeiro de Elizabeth, o príncipe Charles, disse o Palácio de Buckingham na segunda-feira (9) em um comunicado por e-mail. A decisão foi tomada após consulta com os médicos.

É apenas a terceira vez que a rainha, de 96 anos, perderá a ocasião em seu reinado de 70 anos – as outras duas vezes foi devido à gravidez. É também o caso mais recente de desistência de um compromisso por parte da monarca idosa em meio a sinais de crescente fragilidade.

PUBLICIDAD

Em outubro, Elizabeth cancelou os planos de visitar a conferência sobre mudanças climáticas COP26 em Glasgow, na Escócia, e no mês seguinte, ela não pôde comparecer ao evento anual do Dia da Lembrança depois que o palácio anunciou que ela havia machucado as costas. Então, em fevereiro, ela contraiu covid-19, sofrendo o que o palácio descreveu como sintomas leves e de “resfriado”.

A rainha também foi vista andando com a ajuda de uma bengala e perdeu vários eventos no mês passado, incluindo o Serviço Maundy, evento religioso no qual o príncipe Charles interveio para representá-la. Ela também deve perder a temporada anual de festas no jardim do Palácio de Buckingham este ano, sendo representada por outros membros da família real. Seu marido, o príncipe Philip, morreu no ano passado, dois meses antes do que seria seu 100º aniversário.

PUBLICIDAD

No entanto, a rainha continua com alguns deveres, incluindo uma ligação para a Austrália e um Conselho Privado virtual planejado e uma audiência por telefone com o primeiro-ministro Boris Johnson na quarta-feira (11), segundo a Press Association. Ela também deve ir a alguns compromissos privados no final da semana. O país deve realizar celebrações em todo o país no próximo mês para marcar seu Jubileu de Platina.

O governo de Boris Johnson disse anteriormente que o Discurso da Rainha se concentrará em seus planos para melhorar a economia, reduzir o custo de vida e eliminar os atrasos causados pela covid. Também deve incluir uma referência ao protocolo da Irlanda do Norte, bem como novas leis de energia para permitir uma construção rápida de usinas de energia renovável e nuclear. O filho de Charles, o príncipe William – o segundo na linha de sucessão ao trono – também participará.

--Este texto foi traduzido por Bianca Carlos, localization specialist da Bloomberg Línea.

PUBLICIDAD

Veja mais em Bloomberg.com

Leia também

PUBLICIDAD

Alta de juros nos EUA puxa venda generalizada em emergentes como o Brasil

Economia da Rússia enfrenta pior contração desde 1994

El Salvador aproveita queda do bitcoin para ir às compras

Últimas BrasilInglaterraReino Unido