Saúde

Suprema Corte dos EUA reverte decisão sobre direito ao aborto após 50 anos

Mais alto tribunal país acaba com a proteção constitucional da interrupção da gravidez, tornando procedimento ilegal em metade do país

Suprema Corte dos EUA reverte decisão Roe v. Wade que protege direitos ao aborto
24 de Junho, 2022 | 11:26 am

Bloomberg — A Suprema Corte dos Estados Unidos derrubou nesta sexta-feira (24) a decisão Roe v. Wade, de 1973, eliminando o direito constitucional ao aborto - uma decisão histórica que provavelmente tornará o procedimento ilegal em metade do país.

PUBLICIDAD

O placar do tribunal ficou em 6-3 para manter a proibição de aborto no estado do Mississippi após 15 semanas de gravidez, e 5-4 para derrubar explicitamente o direito constitucional que esta decisão estabelecia.

O impacto promete ser transformador. Vinte e seis estados vão proibir ou provavelmente proibirão quase todos os abortos, de acordo com o Instituto Guttmacher, uma organização de pesquisa que apoia o direito ao aborto. Treze têm as chamadas leis de gatilho projetadas para proibir automaticamente o aborto se a decisão for revogada.

PUBLICIDAD

A decisão cumpre uma meta de décadas de conservadores legais e religiosos, encerrando uma luta de meio século para derrubar uma das decisões mais controversas da história dos EUA.

Defensores do direito ao aborto dizem que desfazer a decisão terá um impacto devastador, ameaçando décadas de ganhos econômicos para as mulheres e privando milhões de pessoas do direito de tomar decisões de saúde pessoais. Eles dizem que o efeito será especialmente grande para mulheres negras e hispânicas, que são mais propensas a não ter fundos e capacidade de tirar uma folga do trabalho para viajar para fora do estado para um aborto.

--Mais informações a seguir

Últimas BrasilEUA
PUBLICIDAD