Startups

Novo unicórnio da Colômbia levanta US$ 200 mi mesmo com sell-off de tech nos EUA

Com a rodada série C de US$ 200 milhões do SoftBank e outros investidores, a proptech Habi atingiu o valuation bilionário

Sebastián Noguera e Brynne McNulty Rojas, cofundadores da Habi.
11 de mayo, 2022 | 09:12 AM

Bloomberg Línea — A Habi, uma proptech colombiana fundada há três anos, tornou-se o segundo unicórnio da Colômbia nesta quarta-feira (11) - o primeiro foi a Rappi em 2018 - e a primeiro no setor de proptech da América Latina sem contar o Brasil, onde já existem a Loft e o QuintoAndar.

Pelas contas da Bloomberg Línea e da plataforma de inovação Distrito, a América Latina tem agora pelo menos 43 unicórnios, contando empresas que já foram adquiridas e as que atingiram o valuation bilionário enquanto privadas.

A empresa fechou uma rodada da série C de US$ 200 milhões e agora está avaliada em US$ 1 bilhão. Entre os investidores que apostaram na empresa estão o SoftBank, Homebrew, Tiger Global e Inspired Capital. Antes, em 2020, a startup já tinha recebido uma rodada Série A de US$ 12,5 milhões e depois, no final de 2021, passou por uma série B de US$ 100 milhões, a maior até agora na Colômbia.

PUBLICIDAD

Os cofundadores da Habi, Brynne McNulty Rojas e Sebastián Noguera, desenvolveram o negócio na Colômbia e expandiram para o México há seis meses. A startup já possui mais de 1.000 funcionários e está operando em 15 cidades nos dois países.

Startups da Colômbia

Na Colômbia, entre as 1.110 startups que compõem o ecossistema de inovação local, existem pelo menos 65 mapeadas que competem no mercado imobiliário, gerando trabalho para cerca de 1.239 pessoas, segundo o ColombiaTech Report 2021, da empresa KPMG.

De acordo com a Colombian Proptech Association, as empresas desse segmento arrecadaram mais de US$ 300 milhões em 2021 de fundos como SoftBank, Bezos Expeditions, Acrew Capital, Renegade Partners, Tiger Global, Moore Strategic Ventures, NFX, entre outros. tecnologia aplicada à logística), foodtech (para alimentos), fintech (tecnologia financeira) e retailtech (tecnologia para comércio), a proptech está entre os setores com maior volume de investimento na Colômbia em 2021.

PUBLICIDAD

O modelo de negócios da Habi promete comprar uma casa em 10 dias, remodelá-la em menos de 15 dias e vendê-la em 45-60 dias. Por trás dele, há uma ferramenta digital, conhecida como Habimetro e é a joia por trás do projeto: dá aos usuários um preço pelo seu imóvel em função de suas características.

O processo, além disso, é praticamente todo digitalizado, desde a hipoteca até a escritura. Além disso, a startup conta com 900 imobiliárias e também possui portais próprios para venda de imóveis. Quando chegou ao México em agosto de 2021, adquiriu dois sites: Propiedades.com e Tu Cantón.

Basicamente, a Habi - que já conta com mais de 18.000 clientes na Colômbia e no México - também foi, desde o início, uma proptech com vocação de fintech e será ainda mais.

“Se somos uma fintech? Sim, somos uma empresa de tecnologia que ajuda os usuários a obterem soluções financeiras. E eu diria que cada vez mais seremos uma fintech que só vende e compra casas. Mas não somos e não seremos especialistas em gerenciar o risco do usuário e o saldo que um banco tem. Essa não é a nossa aposta. O que fazemos é que vamos fazer crescer o crédito hipotecário e ao consumo lastreado em casas e é por isso que somos o maior corretor de crédito hipotecário da Colômbia”, disse Sebastián Noguera, presidente da empresa em entrevista à Bloomberg Línea.

Os cofundadores

O CEO da Habi, McNulty, é natural de Nova Jersey, formado pela Wharton School com dupla especialização em imóveis e finanças e MBA pela Harvard Business School. Foi vice-presidente de Estratégia Global da Selina, consultora da McKinsey e de investimentos imobiliários da Goldman Sachs. Mudou-se para a Colômbia com o marido, Julio Rojas, que até poucos meses atrás era diretor do Banco de Bogotá.

“Eu caí nessa. A oportunidade estava lá. A maneira de vender uma casa na Colômbia era pendurar uma placa na janela com um número de telefone”, disse McNulty à Bloomberg Línea em entrevista publicada em dezembro passado.

PUBLICIDAD

McNulty conheceu Noguera através de seu marido. Sebastián, formado em engenharia industrial e economia pela Universidad de los Andes, atuou como Chief Digital Officer (CDO) do Banco de Bogotá e também teve experiência em empreendedorismo. Acompanhou o empresário Miguel McAllister como cofundador da Merqueo, plataforma colombiana de entrega em domicílio que também se expandiu recentemente para o México.

Foi assim que a Habi começou com a ideia de comprar e vender casas. Noguera comenta que o sucesso está em recrutar os melhores talentos.

“Meu aprendizado nesse processo tem a ver com a contratação de pessoas incríveis, apaixonadas e alinhadas com a missão (...) Muitos líderes da Habi me incomodam pela intensidade com que fui trazê-los. Liguei para eles, escrevi para eles no Linkedin, eles não prestaram atenção em mim, e esse é o nosso trabalho: temos que convencer as pessoas que estão indo muito bem em outros lugares a apostar em uma empresa em crescimento com incerteza”, disse Noguera.

PUBLICIDAD

E os próximos passos? Noguera garante que virar unicórnio é muito importante, mas “não é o objetivo”, e a expansão pela América Latina está chegando. “Hoje somos o maior comprador de imóveis usados na Colômbia e no México e isso é muito importante porque nos tornamos esse provedor de liquidez. Acho que ainda podemos ser 10 ou 20 vezes maiores no que fazemos”, explicou o presidente da Habi.

Os unicórnios da América Latina

Segundo a plataforma de inovação SlingHub, os investimentos nas startups da região desaceleraram em abril - seguindo tendência global - e as empresas de tecnologia da América Latina captaram US$ 812 milhões no mês passado, 12% a menos do que em março e 35% menos do que em abril de 2021.

PUBLICIDAD

A Bloomberg Línea e a plataforma de inovação Distrito compilaram os unicórnios da América Latina. A plataforma considerou as startups que atingiram US$ 1 bilhão de valuation em capital fechado, por este motivo algumas startups que atingiram esse valuation durante ou após o IPO não foram consideradas. Contudo, as que atingiram o valuation de US$ 1 bilhão e posteriormente realizaram o processo de IPO - ou seja, agora não são privadas - também foram consideradas.

Segundo o Distrito, muitas startups têm presença em diversos países visando sua expansão e crescimento, para determinar a qual país pertence determinada startup foi considerado o conjunto de origem do empreendedor e início da operação no país (independentemente de onde estiver sua sede hoje), por este motivo outras startups também não foram consideradas como pertencentes a países da América Latina.

Startups que foram totalmente adquiridas com um valuation superior a US$ 1 bilhão também foram consideradas como pertencentes ao grupo de unicórnios. Veja a lista dos unicórnios da América Latina abaixo:

PUBLICIDAD

Argentina (10)

  • Auth0*

Ano em que virou unicórnio: 2019

Principais investidores: Sapphire Ventures, Bessemer Venture Partners, K9 Ventures, Trinity Ventures, Meritech Capital y World Innovation Lab, NXTP, Cygnus.

Valor do deal que a tornou unicórnio: US$ 103 millones

PUBLICIDAD

Nº de funcionários no LinkedIn: 6498 (Okta)

*Auth0 foi adquirida pela Okta por US$ 6,5 bilhões en 2021

  • Technisys**

Ano em que virou unicórnio: 2022

Principais investidores: Riverwood Capital, Kaszek

Nº de funcionários no LinkedIn: 1243

**Technisys foi adquirida por SoFi por US$ 1,1 bilhão en 2022

  • Globant

Ano em que virou unicórnio: 2016

Principais investidores: Quando privada, os principais investidores eram Endeavor Catalyst, FTV Capital, Riverwood Capital e WPP

Nº de funcionários no LinkedIn: 22.000

  • Vercel

Ano em que virou unicórnio: 2021

Principais investidores: GV, Tiger Global Management, Bedrock Capital

Valor do deal que a tornou unicórnio: US$ 102 milhões

Nº de funcionários no LinkedIn: 322

  • Nuvemshop/Tiendanube

Ano em que virou unicórnio: 2021

Principais investidores: Insight Partners, Tiger Global Management, Accel, Kaszek, Qualcomm Ventures, Elevar Equity, NXTP Ventures, FJ Labs, Advent International, IGNIA, VMG Partners, ThornTree Capital Partners

Valor do deal que a tornou unicórnio: US$ 500 milhões

Nº de funcionários no LinkedIn: 457 + 553 (Respectivamente páginas da Tiendanube e Nuvemshop)

Rodadas:

Anjo - US$ 300 mil

Seed - US$ 1 milhão

Série A - não divulgado

Série B - US$ 7 milhões

Série C - US$ 30 milhões

Série D - US$ 90 milhões

Série E - US$ 500 milhões

  • Ualá

Ano em que virou unicórnio: 2021

Principais investidores: SoftBank, Tencent Holdings, Soros Fund Management, Goldman Sachs Asset Management, Ribbit Capital, Greyhound Capital, Monashees, Endeavor Catalyst, D1 Capital Partners e 166 2nd. Bessemer Venture Partners, Jefferies, Point72 Ventures

Valor do deal que a tornou unicórnio: US$ 350 milhões

Nº de funcionários no LinkedIn: 1273

Rodadas:

Anjo - não divulgado

Seed - não divulgado

Série A - US$ 10 milhões

Série B - US$ 34 milhões

Série C - US$ 150 milhões

Série D - US$ 350 milhões

  • Mural

Ano em que virou unicórnio: 2021

Principais investidores: Insight Partners, Tiger Global Management, Gradient Ventures, Radian Capital, Alta Ventures Mexico, Intel Capital, World Innovation Lab, Greyhound Capital

Valor do deal que a tornou unicórnio: US$ 50 milhões

Nº de funcionários no LinkedIn: 1016

Rodadas:

Anjo - não divulgado

Seed - US$ 1,2 milhão

Série A - US$ 23 milhões

Série B - US$ 118 milhões

Série C - US$ 50 milhões

  • Decolar/Despegar

Ano em que virou unicórnio: 2015

Principais investidores: HM Capital, Merrill Lynch, AccorHotels, General Atlantic, Sequoia Capital, Expedia Group, L Catterton, Waha Capital, Tiger Global Management

Valor do deal que a tornou unicórnio: US$ 270 milhões

Nº de funcionários no LinkedIn: 2233 + 446 (Respectivamente páginas da Despegar e Decolar)

Rodadas:

Anjo - não divulgado

Seed - US$ 1 milhão

Série A - US$ 10,5 milhões

Série B - US$ 50 milhões

Série C - US$ 270 milhões

IPO - US$ 200 milhões

  • Prisma medios de pago

Ano em que virou unicórnio: 2019

Principais investidores: Advent International

Valor do deal que a tornou unicórnio: US$ 724 milhões

Nº de funcionários no LinkedIn: 1552

Rodadas:

Aquisição - US$ 724 milhões (51%)

  • Aleph

Ano em que virou unicórnio: 2021

Principais investidores: CVC Capital Partners, Snap Inc, Twitter Inc

Valor do deal que a tornou unicórnio: US$ 470 milhões

Nº de funcionários no LinkedIn: 27 (holding)

Brasil (22)

  • 99

Ano em que virou unicórnio: 2018

Principais investidores: SoftBank, Monashees, Riverwood Capital, Didi, GE32 Capital, Tiger Global Management

Valor do deal que a tornou unicórnio: US$ 960 milhões

Nº de funcionários no LinkedIn: 3431

  • Banco Neon

Ano em que virou unicórnio: 2022

Principais investidores: General Atlantic, monashees, Banco Votorantim, Mabi, Omidyar Network, Propel Venture Partners, Quona Capital, Yellow Ventures, DOMO Invest, Distrito Ventures, Endeavor Catalyst, Vulcan Capital, Flourish Ventures, Black Rock, PayPal Ventures, BBVA

Valor do deal que a tornou unicórnio: US$ 300 milhões

Nº de funcionários no LinkedIn: 1624

  • C6 Bank

Ano em que virou unicórnio: 2021

Principais investidores: JPMorgan Chase & Co

Valor do deal que a tornou unicórnio: US$ 1,9 bilhão

Nº de funcionários no LinkedIn: 2662

  • Cloudwalk

Ano em que virou unicórnio: 2021

Principais investidores: Valor Capital Group, DST Global, Coatue Management, FIS FinTech Accelerator, The Hive Brazil, Plug and Play

Valor do deal que a tornou unicórnio: US$ 150 milhões

Nº de funcionários no LinkedIn: 296

  • Creditas

Ano em que virou unicórnio: 2020

Principais investidores: SoftBank, Endeavor Catalyst, Kaszek Ventures, Naspers, QED Investors, Quona Capital, Vostok Emerging Finance, IFC - International Finance Corporation, Valor Capital Group, Redpoint eventures, Sequoia Capital, Napkn Ventures, Rockaway Capital, LGT Capital Partners, Advent International, Tarsadia Capital, Wellington Management, Fidelity Management, Greentrail Capital, Lightrock, Headline

Valor do deal que a tornou unicórnio: US$ 255 milhões

Nº de funcionários no LinkedIn: 3651

  • Ebanx

Ano em que virou unicórnio: 2019

Principais investidores: Advent International, Endeavor Catalyst, FTV Capital

Valor do deal que a tornou unicórnio: Não divulgado

Nº de funcionários no LinkedIn: 1253

  • Facily

Ano em que virou unicórnio: 2021

Principais investidores: Quona Capital, Rise Capital, Prosus, Tru Arrow, Goodwater Capital, Emerging Variant, Spruce House, JS Capital, S7, Citius, Convivialité Ventures, Canary, Monashees, DX Ventures, Tiger Global Management, Founders Fund, Luxor Capital Group

Valor do deal que a tornou unicórnio: US$ 135 milhões

Nº de funcionários no LinkedIn: 1246

  • Frete.com (CargoX)

Ano em que virou unicórnio: 2021

Principais investidores: Goldman Sachs, Qualcomm Ventures, Blackstone Group, Soros Fund Management, Valor Capital Group, Agility, Lumia Capital, Colle Capital Partners, Salazar Resources, NXTP Ventures, LGT Capital Partners, Farallon Capital, Pattac, Oikos, SoftBank, Tencent Holdings

Valor do deal que a tornou unicórnio: US$ 200 milhões

Nº de funcionários no LinkedIn: 118

  • Gympass

Ano em que virou unicórnio: 2019

Principais investidores: Redpoint eventures, Kaszek Ventures, Provence Capital, Atomico, General Atlantic, Valor Capital Group, Atomico, SoftBank, ONEVC, Moore Strategic Ventures

Valor do deal que a tornou unicórnio: US$ 300 milhões

Nº de funcionários no LinkedIn: 2050

  • Hotmart

Ano em que virou unicórnio: 2021

Principais investidores: Alkeon Capital, Buscape, GIC, General Atlantic, Kees Koolen, TCV

Valor do deal que a tornou unicórnio: US$ 126,5 milhões

Nº de funcionários no LinkedIn: 9310

  • iFood

Ano em que virou unicórnio: 2018

Principais investidores: Innova Capital, Just Eat, Movile, Naspers, Warehouse Investimentos

Valor do deal que a tornou unicórnio: US$ 500 milhões

Nº de funcionários no LinkedIn: 9489

  • Loft

Ano em que virou unicórnio: 2020

Principais investidores: Andreessen Horowitz, Fifth Wall Ventures, Vulcan Capital, Canary, monashees, Valor Capital Group, Thrive Capital, Andreessen Horowitz, Fifth Wall Ventures, QED Investors, Greyhound Capital, GIC, DST Global, Tiger Global Management, Silver Lake Partners, Advent International, D1 Capital Partners, Tarsadia Capital, Altimeter Capital, CPP, Emergin Varian

Valor do deal que a tornou unicórnio: US$ 175 milhões

Nº de funcionários no LinkedIn: 2300

  • Loggi

Ano em que virou unicórnio: 2019

Principais investidores: Aimorés Investimentos, DOMO Invest, Dragoneer Investment Group, Fifth Wall Ventures, GGV Capital, IFC - International Finance Corporation, IKJ Capital, Iporanga Investmentos, Kaszek Ventures, Microsoft

Valor do deal que a tornou unicórnio: US$ 150 milhões

Nº de funcionários no LinkedIn: 3485

  • Mercado Bitcoin

Ano em que virou unicórnio: 2021

Principais investidores: Endeavor, GP Investments, PIPO Capital, Parallax Ventures, SoftBank, TradersClub, Tribe Capital

Valor do deal que a tornou unicórnio: US$ 200 milhões

Nº de funcionários no LinkedIn: 527

  • Merama

Ano em que virou unicórnio: 2021

Principais investidores: Valor Capital Group, SoftBank, Advent International, Globo Ventures, Balderton Capital, Monashees, MAYA Capital

Valor do deal que a tornou unicórnio: US$ 60 milhões

Nº de funcionários no LinkedIn: 200

  • MadeiraMadeira

Ano em que virou unicórnio: 2021

Principais investidores: Brasil Capital, Lakewood Capital, monashees, SoftBank, Velt Partners, Flybridge Capital Partners, Dynamo, Light Street Capital, Grupo JCR, Monashees, Kaszek Ventures

Valor do deal que a tornou unicórnio: US$ 190 milhões

Nº de funcionários no LinkedIn: 1836

  • Nubank

Ano em que virou unicórnio: 2018

Principais investidores: Kaszek Ventures, Sequoia Capital, Tiger Global Management, Berkshire Hathaway, Goldman Sachs, Redpoint eventures, DST Global, Founders Fund, QED Investors, Sands Capital, Verde Asset, Absoluto Partners, Tencent Holdings, Dragoneer Investment Group, Whale Rock, Invesco, Thrive Capital

Valor do deal que a tornou unicórnio: US$ 150 milhões

Nº de funcionários no LinkedIn: 8128

  • Olist

Ano em que virou unicórnio: 2021

Principais investidores: Valor Capital Group, Redpoint eventures, SoftBank, Endeavor Catalyst, FJ Labs, 500 Startups, DeNA, Unreasonable Capital, Polaris Investimentos, Goldman Sachs, Wellington Management, Globo Ventures

Valor do deal que a tornou unicórnio: US$ 177,6 milhões

Nº de funcionários no LinkedIn: 1161

  • Wildlife

Ano em que virou unicórnio: 2019

Principais investidores: Benchmark Capital, Bessemer Venture Partners, Vulcan Capital

Valor do deal que a tornou unicórnio: US$ 60 milhões

Nº de funcionários no LinkedIn: 1168

  • Quinto Andar

Ano em que virou unicórnio: 2019

Principais investidores: General Atlantic, Kaszek Ventures, Sequoia Capital, QED Investors, Qualcomm Ventures, Dragoneer Investment Group, SoftBank, Qualcomm Ventures, Acacia Capital Partners, GE32 Capital, LTS, Alta Park Capital, Ribbit Capital, Maverick Ventures, IDC Ventures, Tencent Holdings, Greenoaks Capital

Valor do deal que a tornou unicórnio: US$ 250 milhões

Nº de funcionários no LinkedIn: 3582

  • Vtex

Ano em que virou unicórnio: 2020

Principais investidores: Gávea Angels, SoftBank, Constellation Asset Management, Riverwood Capital, Tiger Global Management

Valor do deal que a tornou unicórnio: US$ 225 milhões

Nº de funcionários no LinkedIn: 1710

  • Unico

Ano em que virou unicórnio: 2021

Principais investidores: Goldman Sachs, General Atlantic, SoftBank, e.Bricks Ventures

Valor do deal que a tornou unicórnio: US$ 121,6 milhões

Nº de funcionários no LinkedIn: 1045

Chile (3)

  • BetterFly

Ano em que virou unicórnio: 2018

Principais investidores: Glade Brook Capital Partners, QED Investors, Softbank, Albatross Capital, Alaya Capital

Valor do deal que a tornou unicórnio: US$ 125 milhões

Nº de funcionários no LinkedIn: 425

Rodadas:

Anjo - não divulgado

Seed - US$ 2 milhões

Série A - US$ 17,5 milhões

Série B - US$ 60 milhões

Série C - US$ 125 milhões

  • Cornershop***

Ano em que virou unicórnio: 2021

Principais investidores: ALLVP, Jackson Square Ventures, Accel, Uber

Valor do deal que a tornou unicórnio: US$ 1,4 bilhão

Nº de funcionários no LinkedIn: 800

***Comprada pela Uber

  • NotCo

Ano em que virou unicórnio: 2021

Principais investidores: SOSV, Kaszek, Bezos Expeditions, The Craftory, Future Positive, L Catterton, Enlightened Hospitality Investments, Tiger Global Management, DFJ Growth, ZOMALAB, Roger Federer, Kaszek Ventures, Maya Capital

Valor do deal que a tornou unicórnio: US$ 235 milhões

Nº de funcionários no LinkedIn: 626

Colômbia (2)

  • Habi

Ano em que virou unicórnio: 2022

Principais investidores: SoftBank, HomeBrew, Tiger Global, Inspired Capital

Valor do deal que a tornou unicórnio: US$ 200 milhões

Nº de funcionários no LinkedIn: 605

Rodadas:

Anjo - Não divulgado

Seed - US$ 3,5 milhões

Série A - US$ 12,5 milhões

Série B - US$ 100 milhões

Série C - US$ 200 milhões

  • Rappi

Ano em que virou unicórnio: 2018

Principais investidores: T. Rowe Price, Sequoia Capital, SoftBank, DST Global, Delivery Hero, Andreessen Horowitz, Y Combinator, Investo

Valor do deal que a tornou unicórnio: US$ 200 milhões

Nº de funcionários no LinkedIn: 8413

México (6)

  • Clip

Ano em que virou unicórnio: 2021

Principais investidores: SoftBank, Viking Global Investors, General Atlantic, Alta Ventures, Sierra Ventures, Endeavor, American Express Ventures, Fondo De Fondos , Accion, 500 Global, Karl Mehta, SV Latam Capital

Valor do deal que a tornou unicórnio: US$ 250 milhões

Nº de funcionários no LinkedIn: 927

  • Clara

Ano em que virou unicórnio: 2021

Principais investidores: DST Global Partners, General Catalyst, Monashees, Coatue, General Catalyst Partners, Global Founders Capital

Valor do deal que a tornou unicórnio: US$ 70 milhões

Nº de funcionários no LinkedIn: 254

Rodadas:

Anjo - não divulgado

Seed - US$ 3,5 milhões

Série A - US$ 30 milhões

Série B - US$ 70 milhões

  • Bitso

Ano em que virou unicórnio: 2021

Principais investidores: Tiger Global Management, Coatue, Bond Capital, Pantera Capital, Kaszek Ventures,QED Investors, MassChallenge, Digital Currency Group, Endeavor, Pantera Capital, Coinbase, Monex Group, Digital Currency Group, FundersClub, Variv Capital, BnkToTheFuture

Valor do deal que a tornou unicórnio: US$ 250 milhões

Nº de funcionários no LinkedIn: 631

  • Jeeves

Ano em que virou unicórnio: 2022

Principais investidores: Tencent, GIC, Stanford University, Andreessen Horowitz, CRV, Silicon Valley Bank, FT Partners, Clocktower Ventures, Urban Innovation Fund, Haven Ventures, Gaingels, Spike Ventures.

Valor do deal que a tornou unicórnio: US$ 180 milhões

Nº de funcionários no LinkedIn: 185

  • Konfío

Ano em que virou unicórnio: 2021

Principais investidores: QED Investors, Tarsadia Investments, International Finance Corporation, SoftBank, Kaszek Ventures, Quona Capital, VEF, Goldman Sachs, Victory Park Capital, Lightrock.

Valor do deal que a tornou unicórnio: US$ 110 milhões

Nº de funcionários no LinkedIn: 877

Rodadas:

Anjo - não divulgado

Seed - não divulgada

Série A - US$ 8 milhões

Série B - US$ 10 milhões

Série C - US$ 25 milhões

Série D - US$ 100 milhões

Série E - US$ 235 milhões

  • Kavak

Ano em que virou unicórnio: 2020

Principais investidores: General Catalyst Partners, Founders Fund, Ribbit Capital, Tiger Global Management, SoftBank, DST Global, Greenoaks, Bond Capital, General Atlantic, Endeavor, Mountain Nazca, Kaszek

Valor do deal que a tornou unicórnio: US$ 235 milhões

Nº de funcionários no LinkedIn: 4515

Rodadas:

Anjo - não divulgado

Seed - US$ 3,3 milhões

Série A - US$ 10 milhões

Série B - não divulgado

Série C - US$ 225 milhões

Série D - US$ 485 milhões

Série E - US$ 700 milhões

Uruguai (1)

  • DLocal

Ano em que virou unicórnio: 2020

Principais investidores: Alkeon Capital Management, Bond Capital, Tiger Global Management, General Atlantic, Endeavor, Addition

Valor do deal que a tornou unicórnio: US$ 200 milhões

Nº de funcionários no LinkedIn: 570

****Demais startups que poderiam compor a lista não foram classificadas por falta de informações divulgadas/encontradas

Leia também:

Por que os unicórnios brasileiros estão demitindo

PUBLICIDAD